Histórias entrelaçadas e territórios sobrepostos

Diálogos entre Edward W. Said e Frantz Fanon

Autores

  • Elisa Goldman Universidade Veiga de Almeida (UVA), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, egoldman@uol.com.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/rth.v23i2.65274

Palavras-chave:

Pós-colonialismo, Edward W. Said, Frantz Fanon

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as aproximações teóricas entre os autores Edward W.  Said e Frantz Fanon no que tange o convívio entre um lugar de fala pós-colonial revestido de questionamentos acerca dos binarismos identitários e a busca por um ethos nacional no contexto da luta anti colonial. Identificamos como marcos de aproximação na démarche teórica de Said e Fanon reflexões acerca do problema da historicidade nas narrativas nacionais, o problema epistemológico da representação do colonizado entrelaçado com o colonizador, o que pode se desdobrar na desestabilização ontológica da alteridade.

Biografia do Autor

Elisa Goldman, Universidade Veiga de Almeida (UVA), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, egoldman@uol.com.br

Historiadora formada pela Pontifícia Universidade Católica- PUC-Rio (1994), Possui mestrado em HISTÓRIA SOCIAL DA CULTURA - PUC-RJ (1997). Doutora em História pelo programa de Pós-Graduação em História Política da Universidade do Estado do Rio de Janeiro- PPGH - UERJ (2014). Atualmente é professora no Curso de Licenciatura em História da Universidade Veiga de Almeida e Professora Tutora na disciplina de Teoria da História, na graduação de História à distância na UNIRIO/UAB. Professora de História na Fundação de Amparo à escola Técnica do Estado- FAETEC-RJ.Áreas de Interesse: Teoria da História, História da Historiografia, História Contemporânea, Pensamento Social Brasileiro (http://lattes.cnpq.br/6859219535877371).

Referências

ALESSANDRINI, Anthony. “The Humanism effect: Fanon, Foucault, and ethics without subjects”, Foucault Studies, No.7, New York: City University of New York, Setembro: 2009.

BHABHA, Homi K., “Introduction: narrating the nation” In: Nation and Narration, New York: Routledge, 2001.

BHABHA, Homi K. A questão do “outro”: diferença, discriminação e o discurso do Colonialismo, In: HOLLANDA, Heloisa Buarque de (org.), Pós-Modernismo e Política, Rio de Janeiro: Rocco, 1991.

BHABHA, Homi K. O Local da Cultura, 2a edição. Belo Horizonte: EdUFMG, 2001.

BHABHA, Homi K. Adagio, Critical Inquiry, Vol.31, No. 2, Chicago: University of Chicago Press, Winter, 2005.

BHABHA, Homi K; MITCHELL, W. J. T. (comps.) Edward Said, Continuando la Conversación, 2a edição. Buenos Aires: Paidós, 2006.

BHABHA, Homi K. O Bazar global e o clube dos cavalheiros ingleses, textos seletos, Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

COSTA, Sérgio, Desprovincializando a Sociologia: a contribuição pós-colonial, Revista Brasileira de Ciências Sociais, v.21, número 60, São Paulo: Fevereiro de 2006.

FABIAN, Johannes. O tempo e o outro, como a antropologia estabelece seu objeto, Petrópolis: Vozes, 2013.

FABIAN, Johannes. Antropology with an attitude, Critical Essays, Stanford: Stanford University Press, 2001.

FANON, Frantz. Por la revolución Africana, Escritos Políticos. México: Fondo de Cultura Econômica, 1975.

FANON, Frantz. A Dying Colonialism, 2a edition. New York: Grove Press, 1965.

FANON, Frantz. Os condenados da terra, 2ª edição. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1979.

FANON, Frantz Pele Negra, Máscaras Brancas, Salvador: EDUFBA, 2008.

GOLDMAN, Elisa, O Jogo de espelho das colonizações, Nacionalismo e Pós-Colonialismo na obra de Edward W. Said, 2014. Tese de Doutorado, (Doutorado em História) -PPGH – UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), RJ.

HALL, Stuart. “Quando foi o pós-colonial? Pensando no limite”, In: SOVIK, Liv, (org.), Da Diáspora, Identidades, e mediações Culturais, SOVIK, Liv. Belo Horizonte: editora da UFMG, 2006.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade, 10a edição. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2005.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance: um ensaio histórico-filosófico sobre as formas da grande épica. São Paulo: Editora 34; 2012.

LUKÁCS, Georg. História e Consciência de classe, estudos sobre a dialética marxista, São Paulo: Editora Martins Fontes, 2012.

LUKÁCS, Georg. Ensaios sobre literatura, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965.

LUKÁCS, Georg. Realismo crítico hoje, Brasília: Editora de Brasília, 1969.

LUKÁCS, Georg. Marxismo e teoria da literatura, São Paulo: Editora Expressão Popular, 2010.

MEMMI, Albert; CASSIRER, Thomas; TWOMEY, G. Michael, The impossible life of Frantz Fanon, The Massachussetts review, v. 14, No.1, winter 1973.

MEMMI, Albert, Retrato do Colonizado precedido pelo retrato do colonizador, Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1977.

MEMMI, Albert. Retrato do descolonizado árabe-muçulmano e de alguns outros, Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2007.

MEMMI, Albert. O homem dominado, Lisboa: Editora Seara Nova, 1975.

MEMMI, Albert. La liberación del judio, Buenos Aires: Ediciones Osa-Diálogo, 1976.

MÉSZAROS, István, O Conceito de Dialética em Lukács, São Paulo: Boitempo editorial, 2013.

MIGNOLO, Walter D., Histórias Locais/ Projetos Globais, Colonialidade, Saberes Subalternos e Pensamento liminar, Belo Horizonte: EDUFMG , 2003.

MIGNOLO, Walter D. (org.) Capitalismo y geopolítica del conocimento, El eurocentrismo y La filosofia de La liberación en el debate intelectual contemporâneo, Buenos Aires: Ediciones del Signo, 2001.

NOBRE, Marcos. Lukács e os limites da reificação: um estudo sobre História e consciência de classe. São Paulo: Editora 34; 2001.

PRAKASH, Gyan. Orientalism Now, History and Theory, vol. 34, No. 3, Wesleyan University Press, October, 1995.

PRAKASH, Gyan. After Colonialism, Imperial Histories and PostColonial Displacements, Princeton: Princeton University Press, 1995.

SAID, Edward W., Joseph Conrad and the Fiction of Autobiography, 6a edicão. N. York: Columbia University Press, 2008.

SAID, Edward W. Orientalismo, o Oriente como invenção do Ocidente, 4ª edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

SAID, Edward W. A Questão da Palestina, 2ª. Edição. São Paulo: editora UNESP, 2012.

SAID, Edward W. Cultura e Imperialismo, São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SAID, Edward W. Reflexões sobre o exílio e outros ensaios, São Paulo: Companhia das Letras, 2003. (1ª. Edição - 2001).

SAID, Edward W. Power, Politics, and Culture: interviews with Edward W. Said , Nova York: Vintage Books, 2002.

SAID, Edward W. Representações do intelectual, As conferências Reith de 1993, São Paulo: Companhia das Letras, 2005. (1ª. Edição - 1994).

SHOHAT, Ella. Antinomies of exile: Said at the frontier of National narrations In: Edward Said, a critical Reader, SPRINKER, Michael (ed.), Massachusetts: BlackWell Publishers, 1992.

SHOHAT, Ella. The “PostColonial” in Translation: Reading Edward Said between english and hebrew, In: Taboo Memories, Diasporic Voices, Durham: Duke University Press, 2006.

SHOHAT, Ella. Notes on “Post-Colonial”, Social Text, No.31/32, Third World and Post-Colonial Issues, Duke University Press, 1992.

SILVA, Arlenice Almeida da, Georg Lukács: autonomia e heteronomia da arte, In: ALMEIDA, Jorge de, BADER, Wolfgang, O Pensamento Alemão no século XX , V. 2, São Paulo: Editora Cosac Naify, 2013.

SIMMEL, Georg, O conflito da cultura moderna e outros escritos, São Paulo: Editora Senac, 2013.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty, Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: EdUFMG, 2010.

Downloads

Publicado

22-12-2020 — Atualizado em 27-05-2021

Versões

Como Citar

Goldman, E. (2021). Histórias entrelaçadas e territórios sobrepostos: Diálogos entre Edward W. Said e Frantz Fanon. Rth |, 23(2), 296–321. https://doi.org/10.5216/rth.v23i2.65274 (Original work published 22º de dezembro de 2020)

Edição

Seção

Artigos livres