Subjetividade, Individuação e Escrita de Si

Aproximações teóricas entre Michel Foucault e Carl Gustav Jung

Autores

  • Pedro Ragusa Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa, Paraná, Brasil, pedroragusa@yahoo.com.br
  • Alfredo Oliva Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil, alfredoliva@yahoo.com.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/rth.vi2.64279

Palavras-chave:

sujeito, subjetividade, escrita de si

Resumo

A escrita de si – conceito que oferece significado para um gênero narrativo em que um narrador em primeira pessoa se identifica explicitamente como o autor biográfico – se delineia como um exercício literário típico da modernidade. Nessa pesquisa a abordagem teórica de Michel Foucault sobre as práticas de si foi correlacionada ao campo teórico definido por Carl Gustav Jung sobre sua subjetividade autobiografada. Para objetivar a subjetividade através da escrita de si, a problemática dessa pesquisa foi desenvolvida com o seguinte objetivo: estabelecer a aproximação e o confronto entre dois campos teóricos que mobilizaram de maneira específica o tema da subjetividade a partir de um diálogo entre Michel Foucault e Carl Gustav Jung.  

Biografia do Autor

Pedro Ragusa, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa, Paraná, Brasil, pedroragusa@yahoo.com.br

Pedro Ragusa ingressou na Universidade Estadual de Londrina em 2005, obtendo graduação no curso de História com habilitação em licenciatura em 2008. Em 2009 e 2010 fez pós-graduação em História Social pela Universidade Estadual de Londrina, entre 2010 e 2012 concluiu o Mestrado em Teoria da História pelo departamento de História da Universidade Estadual de Londrina. Entre 2013 e 2018 cursou o curso de doutorado na Unesp de Assis na linha História e Sociedade, defendeu uma tese na área de teoria e metodologia da história com o título: A Arqueologia do Saber de Michel Foucault como um híbrido teórico-metodológico: Entre a Epistemologia e o Estruturalismo (http://lattes.cnpq.br/9409263650994048).

Alfredo Oliva, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, Paraná, Brasil, alfredoliva@yahoo.com.br

Possui graduação em Teologia (Bacharelado) pelo Seminário Teológico Antônio de Godoy Sobrinho (1991), graduação em História (Licenciatura) pela Universidade Estadual de Londrina (1993), mestrado em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil (1999), mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (2001), doutorado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e pós-doutorado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (2017). É professor adjunto da Universidade Estadual de Londrina desde 2007. Tem experiência de ensino na área de História, com ênfase em Teoria da história e História das religiões, atuando principalmente nos seguintes temas: Teoria da história em diálogo com M. Foucault, J. Butler, M. Bakhtin ou C. G. Jung, Historiografia da cultura do cristianismo primitivo, Sexualidades e relações gênero no cristianismo primitivo, Escrita de si, Cuidado de si e Prática da parrhesia (http://lattes.cnpq.br/7061219842614980).

Referências

BARONE, Luciana. Inconsciente, subjetividade e processo de criação. Campinas. Unicamp-Revista Pitágoras 500. V. 06. 2014.

CARDOSO JÚNIOR, Helio Rebello. Para que serve uma subjetividade? Foucault, tempo e corpo. Psicologia: Reflexão e Crítica. Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), v. 18, n. 3, p. 344. 2005.

CASTRO, Edgardo. Introdução a Foucault. Belo Horizonte. Autêntica. 2014.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault: um percurso por seus temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica. 2004.

DELEUZE, Gilles. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 2005.

DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e a da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

FOUCAULT, Michel. In.: MOTTA, M. B. (Org.). O que é um autor? Estética: Literatura e Pintura, Música e Cinema. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013. (Coleção Ditos e Escritos III).

FOUCAULT, Michel. A escrita de si. In.: MOTTA, M. B. (Org.). Ética, sexualidade, política. 3. Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2017. (Coleção Ditos e Escritos V).

FOUCAULT, Michel. A tecnologia política dos indivíduos. In. MOTTA, Manoel Barros. Ética, sexualidade e política. 3.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2017. (Coleção Ditos e escritos V).

FOUCAULT, Michel. Ética do cuidado de si como prática da liberdade. In: MOTTA, M. B. (Org.). Ética, sexualidade, política. 3. Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2017. (Coleção Ditos e Escritos V).

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito: curso dado no Collège de France (1981-1982). São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 2: o uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 2009.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 3: o cuidado de si. Rio de Janeiro: Graal, 2011.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o Poder (1982). In: DREYFUS, Hubert; RABINOW, Paul. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e a da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

GALLE, Helmut; OLMOS, Ana Cecília. Em primeira pessoa: Abordagens de uma teoria autobiográfica. São Paulo. Ed: Annablume, 2009.

HALL, James A. Jung e a interpretação dos sonhos. São Paulo: Cultrix, 1983.

HALL, S., Calvin; NORDBY, J., Vernon. Introdução à psicologia junguiana. São Paulo. Cultrix, 1993.

JUNG, Carl Gustav. Civilização em transição. Petrópolis: Vozes, 2019.

JUNG, Carl Gustav. Memórias, sonhos, reflexões. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016.

JUNG, Carl Gustav. O eu e o inconsciente. Petrópolis: Vozes, 2011.

JUNG, Carl Gustav. O homem e seus símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

JUNG, Carl Gustav. Os arquétipos e o inconsciente coletivo. Petrópolis: Vozes, 2014.

JUNG. Carl Gustav. Aion: Estudo sobre o simbolismo do si-mesmo. Petrópolis-RJ. Editora: Vozes. 2018.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. Belo Horizonte. UFMG, 2008.

SILVEIRA, Nise. Jung: vida e obra. Rio de Janeiro. Jose Álvaro, 1971.

STONE, Brad Elliot. Subjetividade e Verdade. In: TAYLOR, Dianna (ORG.). Michel Foucault: Conceitos Essenciais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

VIEIRA. André Guirland. A função da história e da cultura na obra de C. G. Jung. Revista Aletheia, n. 23, jan./jun. 2006.

Downloads

Publicado

22-12-2020

Como Citar

Ragusa, P., & do Santos Oliva, A. . (2020). Subjetividade, Individuação e Escrita de Si: Aproximações teóricas entre Michel Foucault e Carl Gustav Jung. Rth |, (2), 112–126. https://doi.org/10.5216/rth.vi2.64279

Edição

Seção

Artigos de dossiê