O excitante Caudilho de Ramos Mejía e o desvairado meneur de Nina Rodrigues

Raça e gênero nas interpretações sul-americanas da Psicologia das Massas

Autores

  • Fernando Bagiotto Botton Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Parnaíba, Piauí, Brasil, fernandobotton@phb.uespi.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/rth.i2.2020.63803

Palavras-chave:

Massas, Líder, Psicologia

Resumo

Discute-se duas perspectivas interpretativas da psicologia das massas realizadas anteriormente às leituras freudianas, nos referimos ao livro Las massas argentinas (publicado em 1899) formulado pelo psiquiatra e político argentino José María Ramos Mejía e os ensaios presentes em As coletividades anormais do alienista e higienista brasileiro Raimundo Nina Rodrigues (especialmente aqueles publicados em 1898). Para realizar tais leituras e reinterpretações ambos se utilizaram de argumentos baseados em conceitos e preconceitos metafóricos de gênero e raça, constituindo versões absolutamente heterodoxas da psicologia das massas, embora que bastante adaptadas às demandas sociais e políticas das elites nacionais de sua época.

Biografia do Autor

Fernando Bagiotto Botton, Universidade Estadual do Piauí (UESPI), Parnaíba, Piauí, Brasil, fernandobotton@phb.uespi.br

Doutor em História pela Universidade Federal do Paraná - Linha Intersubjetividade e Pluralidade: Reflexão e Sentimento na História, com Estágio de Doutorado Sanduíche na Universidad de Buenos Aires (UBA) (PDSE/CAPES). Professor Adjunto I (DE) e Coordenador do Curso de Licenciatura Plena em História da Universidade Estadual do Piauí (Campus Alexandre Alves de Oliveira - Parnaíba-PI). Presidente do Colegiado e do Núcleo Docente Estruturante do mesmo curso. Pós-doutor em História e Regiões pelo PPGH da UNICENTRO-Irati. Professor Credenciado e membro do colegiado do Mestrado Profissional em História (ProfHistória - UESPI Parnaíba) - Linha "Linguagens e Narrativas Históricas: Produção e Difusão", ofertando a disciplina de Teoria da História. Professor do curso de Especialização Interdisciplinar em Educação, Ética e Política - UESPI/Parnaíba, ministrando a disciplina de "História das Ideias Políticas e Sociais". Foi coordenador e professor da Pós-Graduação em História da Arte nas Faculdades Integradas Espírita ministrando as disciplinas de "Metodologia do Ensino na Educação Superior" e "Arte e Política"; Foi professor contratado no curso de Graduação em História das Faculdades Integradas Espírita; Foi professor substituto na Universidade Federal do Paraná. Foi professor orientador e tutor no curso de graduação em História e no curso de Pós-Graduação em História, Arte e Cultura pela Universidade Estadual de Ponta Grossa em parceria com CAPES/UAB. Participa do Grupo de Pesquisa História, Cultura e Gênero - GRUPEHCGE (UESPI-Teresina) e também do Grupo de Pesquisa História das Ciências e da Saúde no Piauí (Sana). Leciona e pesquisa temáticas relacionadas à Teoria da História; História da América; Gênero, Subjetividade e Masculinidade; Educação, Política e Autoritarismo; História Pública; Filosofia Contemporânea Pós-colonial e Pós-estruturalista; Psicanálise, Psicologia das Massas e Psicologia da Personalidade (http://lattes.cnpq.br/0323206872397325).

Referências

ADORNO, Theodor. Estudos sobre a personalidade autoritária. São Paulo: Editora UNESP, 2019.

CHAYO, Yazmin; SÁNCHEZ, María Victoria. La feminización de las masas: construcción de identidades sociales en la Argentina de fines del siglo XIX. In. Anuario de Investigaciones. vol. XIV, 2007, p. 113-121. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=369139943042 Acesso 07/06/2019

COHEN, Yves. Le siècle des chefs. Une histoire transnationale du commandement et de l'autorité (1890-1940), Paris, Éditions Amsterdam, 2013

EL-JAICK ANDRADE, Débora. Escrita da História e Política no século XIX: Thomas Carlyle e o Culto aos Heróis. In: História e Perspectivas, Uberlândia: 2006. p. 211-246.

FERRETTI, Sérgio Figueiredo. Nina Rodrigues e as religiões afro-brasileiras. In. Cadernos de Pesquisa. São Luís, v. 10, n. 1, 1999, p. 19-28 Disponível em http://www.pppg.ufma.br/cadernosdepesquisa/uploads/files/Artigo%202(12).pdf Acesso 07/06/2019

FREUD, Sigmond. Obras Completas Volume 15 - Psicologia das massas e análise do Eu e outros textos (1920-1923). São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

FREUD, Sigmond O futuro de uma ilusão. Porto Alegre: L&PM, 2019.

FREUD, Sigmond Moisés e o monoteísmo. In: S. Freud, Edição standard brasileira das obras completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1987

FREUD, Sigmond Totem e Tabu. In: Obras Completas Volume 11. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

LE BON, Gustave. Psicología de las Masas. Madrid: Morata, 2005.

MEJÍA, José María Ramos. Las multitudes argentinas. Buenos Aires: Editorial de Belgrano, 1977.

MONTEIRO, Filipe Pinto. Nina Rodrigues e a loucura das multidões In. Revista Brasileira de História da Ciência. Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, 2015. p. 65-82. Disponível em: https://www.sbhc.org.br/arquivo/download?ID_ARQUIVO=2168 Acesso 07/06/2019

MOSCOVICI, Serge. La era de las Multitudes: Um Tratado Histórico de las Masas. Méxcio: FCE, 2013.

RODRIGUES, Elisa. Raça e Controle Social no Pensamento de Nina Rodrigues. In: Revista Múltiplas Leituras, v.2, n.2, 2009. p. 81-107.

RODRIGUES, Nina. As coletividades Anormais. Brasília: Edições do Senado Federal, 2006

SCOTT, Joan Wallach. Gênero: Uma categoria útil para análise histórica. In: Educação & Realidade. Porto Alegre: UFRGS, vol. 20, N. 2, 1995, p. 71-99.

SEVECENKO, Nicolau (Org.). História da Vida Privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, Vol. 3, 2006.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças. Cientistas, instituições e questão racial no Brasil, 1870-1930. São Paulo: Companhia das. Letras, 1993

TALAK, Ana María. Psicología, Sociedad y Nación. Proyectos y usos de la primera psicología en la Argentina. In: Nación Psi: Psicología, cultura y sociedad. Disponível em: http://www.ascofapsi.org.co/documentos/2010/Psic_soc_nacion.pdf Acesso: 12/12/2015.

UNIVERSIDAD PEDAGOGICA ARGENTINA. Educadores Argentinos: Ramos Mejía. Disponível em: http://escritoriodocentes.educ.ar/datos/recursos/articulos-educadores/educadores-ramos_mejia.pdf Acesso: 07/01/2016.

Downloads

Publicado

22-12-2020 — Atualizado em 27-05-2021

Versões

Como Citar

Bagiotto Botton, F. (2021). O excitante Caudilho de Ramos Mejía e o desvairado meneur de Nina Rodrigues: Raça e gênero nas interpretações sul-americanas da Psicologia das Massas. Rth |, 23(2), 230–245. https://doi.org/10.5216/rth.i2.2020.63803 (Original work published 22º de dezembro de 2020)

Edição

Seção

Artigos de dossiê