A perspectiva histórica das ideologias da desigualdade no recente livro de Thomas Piketty

Autores

  • Flavio Dantas Martins Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Barreiras, Bahia, Brasil, flaviusdantas@gmail.com

Resumo

Este texto resenha a obra Capital et idéologie do economista francês Thomas Piketty e faz uma avaliação crítica do alcance de sua proposta de socialismo participativo.

Biografia do Autor

Flavio Dantas Martins, Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Barreiras, Bahia, Brasil, flaviusdantas@gmail.com

Possui graduação em Licenciatura em História (2008) e mestrado em História (2012) pela Universidade Estadual de Feira de Santana. Foi professor do Instituto Federal do Sertão Pernambucano e do Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável da Universidade Federal da Bahia. Atualmente é professor do Centro das Humanidades da Universidade Federal do Oeste da Bahia. Tem experiência na área de História, com ênfase em História, atuando principalmente nos seguintes temas: História Moderna e Contemporânea, História Regional e Local, História Agrária e História Social do Trabalho (http://lattes.cnpq.br/5721337342296091).

Referências

PIKETTY, Thomas. Capital et idéologie. Paris: Seuil, 2019.

Downloads

Publicado

22-12-2020

Como Citar

Martins, F. D. (2020). A perspectiva histórica das ideologias da desigualdade no recente livro de Thomas Piketty. Rth |, (2), 349–357. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/teoria/article/view/62584