DILEMAS SOBRE O SURGIMENTO DA HISTORIOGRAFIA LATINA: MOMIGLIANO E O ESTUDO DE FÁBIO PICTOR

Juliana Bastos Marques

Resumo


Partindo de uma leitura crítica da análise de Arnaldo Momigliano sobre a influência de Fábio Pictor no desenvolvimento da historiografia ocidental, pretendo discutir os principais pontos de debate sobre o autor romano, como a influência da historiografia grega versus as fontes pré-historiográficas da Roma republicana, a questão da propaganda como motor da obra, a adequação do termo “analista” e o problema da atribuição dos fragmentos. O texto propõe que a leitura de Momigliano concentrada na importância da história nacional pode ser revista no atual contexto do início do século XXI, considerando-se como ponto-chave a integração do Mediterrâneo no período helenístico e da Segunda Guerra Púnica, comumente abordados de formas separadas no estudo da História Antiga. Assim, esse contexto é em última instância análogo ao contemporâneo, em que a historiografia parte de modelos consolidados mas é produzida em espaços novos e distintos, que também clamam legitimidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




Revista de Teoria da História - Revista da Faculdade de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás.
Endereço: Universidade Federal de Goiás - Faculdade de História - Campus II - Goiânia - Goiás. Fones: (62) 35211463 / 35211130 / Fax: 35211013. Email: revistateoriadahistoria@gmail.com