Sincronização do ciclo celular de fibroblastos primários e efeitos na produção de embriões bovinos clonados por handmade (HMC)

  • Natalia Andrea Gómez Grupo de Investigación Biogénesis, Facultad de Ciencias Agrarias, Universidad de Antioquia. Medellín-Colombia
  • Mónica Marcela Ramírez GIBA Politecnico Jaime Isaza Cadavid, Medellín, Colombia, monicamaramirez@hotmail.com
  • Zulma Tatiana Ruiz-Cortés Facultad de Ciencias Agrarias, Universidad de Antioquia. Medellín, Colombia, zulma.ruiz@udea.edu.co http://orcid.org/0000-0003-2253-863X

Resumo

A sincronia espacial e temporal e a compatibilidade entre o oócito receptor e o núcleo celular doador são necessárias para o processo de clonagem de embriões a fim de permitir a reprogramação nuclear e o desenvolvimento embrionário precoce. O objetivo do presente estudo foi avaliar três métodos de sincronização do ciclo celular em uma cultura primária de fibroblastos bovinos durante 24, 48 ou 72 h. Estes fibroblastos foram utilizados como doadores nucleares para avaliar o seu potencial de desenvolvimento in vitro e a qualidade dos embriões produzidos por meio da técnica de Handmade cloning (HMC). Não foram encontradas diferenças entre os métodos utilizados para a sincronização de fibroblastos em G0 / G1 (p> 0,05). Produção de clones de fibroblastos nos quatro grupos - sem tratamento a 0 h e com restrição de soro RS, alta confluência celular ACC e RS + ACC às 24 h - resultou em altas taxas de clivagem que não foram diferentes. As taxas de produção de embriões foram de 37,9%, 29,5% e 30,9% nos grupos 0h, RS24h e RS + ACC24h, respectivamente, e 19,3% no grupo ACC, que foi significativamente diferente dos outros três (p <0,05). Não houve diferenças no parâmetro de qualidade entre os clones produzidos com fibroblastos submetidos à sincronização diferente. Finalmente, quando a produção geral de clones foi comparada versus partenotos e embriões de FIV, a única diferença foi entre clones e embriões partenogênicos com zona pelúcida (30,2% vs 38,6%). O número de blastômeros dos blastocitos produzidos através da FIV foi significativamente maior do que os de embriões ativados partenogeneticamente e de clones (117, 80, 75,9 e 67,1, respectivamente). A avaliação de três métodos de sincronização em diferentes pontos de tempo não demonstrou um aumento na porcentagem de fibroblastos nas fases G0/G1 do ciclo celular. No entanto, obteve-se boa qualidade e altas taxas de clonagem, sugerindo que nem sempre é necessário submeter as células a quaisquer tratamentos de sincronização, uma vez que renderiam resultados de clonagem igualmente bons.
Palavras-chave: organismo clonado; partenogênese; reprogramação celular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natalia Andrea Gómez, Grupo de Investigación Biogénesis, Facultad de Ciencias Agrarias, Universidad de Antioquia. Medellín-Colombia

 

 

 

Mónica Marcela Ramírez, GIBA Politecnico Jaime Isaza Cadavid, Medellín, Colombia, monicamaramirez@hotmail.com
Publicado
02-08-2018
Como Citar
Gómez, N. A., Ramírez, M. M., & Tatiana Ruiz-Cortés, Z. (2018). Sincronização do ciclo celular de fibroblastos primários e efeitos na produção de embriões bovinos clonados por handmade (HMC). Ciência Animal Brasileira, 19, 1-17. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/e-48555
Seção
ZOOTECNIA