Precocidade de parto na estação de parição sobre a eficiência produtiva de vacas primíparas aos 24 meses de idade

  • Eduardo Madeira Castilho Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, eduardomcastilho@gmail.com
  • Ricardo Zambarda Vaz Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, Brasil, rzvaz@terra.com.br http://orcid.org/0000-0003-4505-1277
  • Tiago Albandes Fernandes Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, tiago.albandes.fernandes@zootecnista.com.br
  • Viviane Garcia Dias da Conceição Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, vi.gdias@hotmail.com
  • Olivio Bochi Brum Universidade Integrada do Alto Uruguai e Missões, Santiago, Rio Grando de Sul, Brasil, obb@urisantiago.br
Palavras-chave: Ganho de peso, Índice de produção de bezerros, Prenhez, Red Angus

Resumo

Objetivou-se verificar o efeito de dois períodos de parto, na estação de parição (precoces: setembro; e tardios: outubro), sobre a eficiência de 54 vacas Red Angus primíparas aos 24 meses de idade. As vacas foram mantidas em pastagem natural e cultivadas de Lotus corniculatus e Lolium multiflorum nos períodos pré e pós-parto, respectivamente. Utilizou-se inseminação artificial em tempo fixo, com dois protocolos, em intervalo de 30 dias. Realizaram-se diagnósticos de gestação 30 dias após cada protocolo. Bezerros de vacas paridas precocemente ganharam mais peso durante o aleitamento, sendo mais pesados ao desmame, quando comparados aos de vacas tardias, perfazendo maiores ganhos do conjunto vaca-bezerro durante a lactação (0,721±0,030 e 0,699±0,032 kg). O desempenho reprodutivo foi superior paras as vacas paridas precocemente nas duas sincronizações e no índice de prenhez total (86,2 e 52%). Vacas precoces na parição obtiveram maiores índices de produção de bezerros (161,5±3,2 e 92,5±3,5 kg), produção de bezerros/kg de vaca ao desmame (40,9±0,97 e 23,7±1,04 kg) e eficiência produtiva ao parto (34,3±1,25 e 20,8±1,35 kg). Vacas paridas precocemente são mais eficientes na produção de kg de bezerros/kg de vaca ao parto e ao desmame e, associando-se kg produzidos e prenhez subsequente, apresentam maior índice de produção de bezerros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Madeira Castilho, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, eduardomcastilho@gmail.com
Ricardo Zambarda Vaz, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, Brasil, rzvaz@terra.com.br
Tiago Albandes Fernandes, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, tiago.albandes.fernandes@zootecnista.com.br
Viviane Garcia Dias da Conceição, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, vi.gdias@hotmail.com
Olivio Bochi Brum, Universidade Integrada do Alto Uruguai e Missões, Santiago, Rio Grando de Sul, Brasil, obb@urisantiago.br
Publicado
28-01-2018
Como Citar
Madeira Castilho, E., Zambarda Vaz, R., Albandes Fernandes, T., Garcia Dias da Conceição, V., & Bochi Brum, O. (2018). Precocidade de parto na estação de parição sobre a eficiência produtiva de vacas primíparas aos 24 meses de idade. Ciência Animal Brasileira, 19, 1-9. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/e-46667
Seção
ZOOTECNIA