Avaliação morfométrica do coração canino sem alterações macroscópicas de doença cardíaca

  • Layla Lívia Queiroz Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, Goiás, Brasil, lalivia@hotmail.com
  • Léa Resende Moura Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, lea_vet@hotmail.com
  • Veridiana Maria Brianezi Dignani Moura Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, vdmoura@hotmail.com

Resumo

Avaliou-se morfometricamente o coração de 30 cães adultos, sem histórico de doença cardíaca, sem restrição quanto ao porte e escore corporal, encaminhados para exame necroscópico e que não apresentavam alterações macroscópicas. A maioria dos animais era sem raça definida, sendo 14 machos e 16 fêmeas. Observou-se correlação positiva do peso dos cães com o tamanho do coração, com a espessura das paredes dos ventrículos e átrios, assim como com a largura e o comprimento das câmaras. Ainda, não foi constatada correlação entre a espessura dos átrios direito e esquerdo e o peso dos animais. A relação entre o peso cardíaco e o peso corpóreo dos cães foi mensurada individualmente, obtendo-se que o peso do coração representa de 0,6% a 1,1% do peso corporal. Não foram observadas diferenças relacionadas ao sexo. Na avaliação do quociente de relação entre os eixos cardíacos vertical e horizontal obteve-se o índice de 1,11 +/- 0,21. Em relação à proporção da espessura muscular dos ventrículos esquerdo e direito, obteve-se espessura do ventrículo esquerdo 1,6 a três vezes maior que a do ventrículo direito. Os dados desta pesquisa contribuem na construção de tabelas com valores de referência das diferentes medidas cardíacas em cães.
Palavras-chave: Átrios; Câmaras cardíacas; Cão; miocárdio; Ventrículos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Layla Lívia Queiroz, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, Goiás, Brasil, lalivia@hotmail.com
Léa Resende Moura, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, lea_vet@hotmail.com
Veridiana Maria Brianezi Dignani Moura, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil, vdmoura@hotmail.com
Publicado
04-07-2018
Como Citar
Lívia Queiroz, L., Resende Moura, L., & Brianezi Dignani Moura, V. M. (2018). Avaliação morfométrica do coração canino sem alterações macroscópicas de doença cardíaca. Ciência Animal Brasileira, 19, 1-9. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/e-43748
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA