Ocorrência de genes codificadores de enterotoxinas estafilocócicas em amostras de leite de vacas

  • Érica Chaves Lúcio Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, erica.c.l@hotmail.com
  • Milena Silva Albuquerque Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, milenaalbuquerque8@hotmail.com
  • Júnior Mário Baltazar Oliveira Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, jrmariovet@yahoo.com.br
  • Gisele Veneroni Gouveia Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, giseleveneroni@yahoo.com.br
  • Mateus Matiuzzi Costa Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, mateus.matiuzzi@gmail.com
  • Rinaldo Aparecido Mota Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, rinaldo.mota@hotmail.com,
  • José Wilton Pinheiro Junior Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, wiltonjrufrpe@gmail.com

Resumo

Objetivou-se com este trabalho identificar a ocorrência de genes codificadores de enterotoxinas estafilocócicas (sea, seb, sec e seg) e do gene da toxina 1 responsável pela síndrome do choque tóxico (tst) em isolados de Staphylococcus aureus procedentes de casos de mastite bovina, no estado de Pernambuco, Brasil. Foram analisados 93 isolados e observou-se a presença de genes toxigênicos em 20 (21,6%) deles, dos quais 11 (55,0%) foram positivos para o gene tst, sete (35,0%) para o gene sec e dois (10,0%) para o gene seg. Dentre os 20 isolados que amplificaram na PCR para presença dos genes sec, seg e tst, 16 (80,0%) foram positivos apenas para um gene e quatro (20,0%) foram positivos para dois genes (sec e tst). Das 17 propriedades de onde as amostras tiveram origem, sete (41,2%) apresentaram amostras positivas para pelo menos um dos genes sec, seg e tst. Este é primeiro registro de ocorrência dos genes codificadores das enterotoxinas SEC e TST-1 em amostras de leite de vacas com mastite no estado de Pernambuco, Brasil.
Palavras-chave: Mastite; Patogênese; PCR; Staphylococcus aureus

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Érica Chaves Lúcio, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, erica.c.l@hotmail.com
Milena Silva Albuquerque, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, milenaalbuquerque8@hotmail.com
Júnior Mário Baltazar Oliveira, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, jrmariovet@yahoo.com.br
Gisele Veneroni Gouveia, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, giseleveneroni@yahoo.com.br
Mateus Matiuzzi Costa, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, mateus.matiuzzi@gmail.com
Rinaldo Aparecido Mota, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, rinaldo.mota@hotmail.com,
José Wilton Pinheiro Junior, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil, wiltonjrufrpe@gmail.com
Publicado
04-07-2018
Como Citar
Chaves Lúcio, Érica, Silva Albuquerque, M., Mário Baltazar Oliveira, J., Veneroni Gouveia, G., Matiuzzi Costa, M., Aparecido Mota, R., & Wilton Pinheiro Junior, J. (2018). Ocorrência de genes codificadores de enterotoxinas estafilocócicas em amostras de leite de vacas. Ciência Animal Brasileira, 19, 1-8. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/e-43108
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA