HEMANGIOMAS E HEMANGIOSSARCOMAS EM CÃES: ESTUDO RETROSPECTIVO DE 192 CASOS (2002-2014)

  • Nicolle Pereira Soares Universidade Federal de Uberlândia
  • Alessandra Aparecida Medeiros Universidade Federal de Uberlândia
  • Matias Pablo Juan Szabó Universidade Federal de Uberlândia
  • Ednaldo Carvalho Guimarães Universidade Federal de Uberlândia
  • Lígia Gundim Fernandes Universidade Federal de Uberlândia
  • Thaísa Reis dos Santos Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: cão, neoplasia, endotélio vascular

Resumo

O hemangioma e o hemangiossarcoma são neoplasias mesenquimais originárias do endotélio vascular e o cão é o animal doméstico mais frequentemente acometido. Os registros do Laboratório de Patologia Animal do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia de 2002 a 2014 foram revisados. Os dados epidemiológicos e a frequência de cães com diagnóstico de hemangioma e hemangiossarcoma foram verificados e estatisticamente comparados. Foram identificados 64 casos de hemangioma e 128 casos de hemangiossarcoma. Para os hemangiomas, não houve diferença na frequência de acordo com sexo e raça. Quanto à localização, os hemangiomas não viscerais foram os mais frequentes em relação aos viscerais. As cadelas e animais adultos e idosos foram frequentemente acometidos por hemangiossarcoma, assim como a raça Pitbull. Os hemangiossarcomas apresentaram predominantemente tamanho médio e localização cutânea, ou seja, não visceral.
Palavras-chave: cão; endotélio vascular; neoplasia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
02-06-2017
Como Citar
Soares, N. P., Medeiros, A. A., Szabó, M. P. J., Guimarães, E. C., Fernandes, L. G., & dos Santos, T. R. (2017). HEMANGIOMAS E HEMANGIOSSARCOMAS EM CÃES: ESTUDO RETROSPECTIVO DE 192 CASOS (2002-2014). Ciência Animal Brasileira, 18. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/e-30889
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA