RESÍDUOS DE ANTIMICROBIANOS EM LEITE BOVINO CRU NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Autores

  • Lara Barbosa de Souza Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Carolina Gouveia Mendes da Escóssia Pinheiro UFERSA
  • Severino Antonio Geraldo Neto Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Jean Berg Alves da Silva Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Palavras-chave:

leite, qualidade, antibióticos, saúde pública.

Resumo

O descumprimento do período de carência dos medicamentos aplicados em vacas leiteiras leva à presença de substâncias químicas em limites inadequados no leite. Com o intuito de avaliar a presença de resíduos de antimicrobianos no leite bovino cru produzido no Rio Grande do Norte (RN), foram coletadas 112 amostras de leite cru oriundas de seis municípios do Estado do RN. A pesquisa de resíduos foi realizada com o uso do kit ECLIPSE 50®. Foi observado que seis (6,72%) amostras apresentaram resultado positivo para detecção de resíduos. Desta forma, o leite comercializado no Estado pode gerar riscos à saúde da população consumidora. 
Palavras-chave: qualidade; antibióticos; saúde pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lara Barbosa de Souza, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Graduanda em Biotecnologia na Universidade Federal Rural do Semi-Árido, bolsista de Inciciação Científica do CNPq

Carolina Gouveia Mendes da Escóssia Pinheiro, UFERSA

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal na UFERSA

Severino Antonio Geraldo Neto, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Mestre em Ciência Animal pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Jean Berg Alves da Silva, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Professor Adjunto IV do Departamento de Ciências Animais da Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

Downloads

Publicado

26-10-2017

Como Citar

Souza, L. B. de, Pinheiro, C. G. M. da E., Geraldo Neto, S. A., & Silva, J. B. A. da. (2017). RESÍDUOS DE ANTIMICROBIANOS EM LEITE BOVINO CRU NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Ciência Animal Brasileira, 18. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/e-23050

Edição

Seção

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS