AVALIAÇÃO ULTRA–SONOGRÁFICA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO-FETAL DE OVINOS DA RAÇA SANTA INÊS

Autores

  • Érica Paes Barreto Xavier de Moraes
  • Maico Henrique Barbosa dos Santos
  • Cristiano Rocha Aguiar Filho
  • Jairo Pereira Neves
  • Marcos Antonio Lemos Oliveira UFRPE
  • Paulo Fernandes de Lima

Palavras-chave:

Reprodução Animal

Resumo

Avaliou-se, por ultra-sonografia transretal, o desenvolvimento embrionário-fetal de ovinos Santa Inês, identificando o dia da primeira visualização dos principais parâmetros da gestação de 60 ovelhas entre o 15° e o 45° dia de gestação. A identificação mais precoce e mais tardia dos parâmetros avaliados ocorreu entre os dias 15 e 19 (16,7 ± 1,3) da gestação para líquido intra-uterino, 16 e 22 (18,6 ± 1,4) para vesícula embrionária, 18 e 26 (22,8 ± 1,9) para embrião, 20 e 29 (25,1 ± 2,0) para placentomas, 24 e 29 (25,9 ± 1,4) para batimento cardíaco, 24 e 32 (27,4 ± 1,8) para membrana amniótica, 30 e 37 (33,4 ± 2,2) para diferenciação entre cabeça e tronco, 30 e 38 (34,2 ± 2,0) para movimento do feto, 32 e 39 (35,1 ± 1,5) para cordão umbilical, 34 e 39 (36,7 ± 1,5) para botão dos membros anteriores e posteriores e entre os dias 39 e 43 (40,9 ± 1,2) para globo ocular. Conclui-se que é possível identificar os primeiros sinais de gestação já no 15º dia, todavia, é prudente que o diagnóstico de gestação somente seja emitido a partir do 24º dia, quando é possível visualizar o embrião e seus batimentos cardíacos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Antonio Lemos Oliveira, UFRPE

Professor Assiciado do Departamento de Medicina Veterinaria da UFRPE

Downloads

Publicado

2008-04-03

Como Citar

MORAES, Érica P. B. X. de; SANTOS, M. H. B. dos; AGUIAR FILHO, C. R.; NEVES, J. P.; OLIVEIRA, M. A. L.; LIMA, P. F. de. AVALIAÇÃO ULTRA–SONOGRÁFICA DO DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO-FETAL DE OVINOS DA RAÇA SANTA INÊS. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 148–155, 2008. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/954. Acesso em: 29 maio. 2022.

Edição

Seção

Medicina Veterinária