Potencial de produção de bovinos de corte em pastagens tropicais: revisão de literatura

Autores

Resumo

O termo potencial de produção representa a quantidade máxima de produto que seria possível se obter em uma determinada área. Mas qual é o potencial de produção da bovinocultura de corte em pastagens tropicais? Para responder esta pergunta, é necessário compreender os fatores relacionados ao acúmulo de forragem, eficiência de pastejo, composição química da planta forrageira, consumo de forragem e requerimento nutricional dos animais para um dado desempenho, manejo, genética e gestão do sistema de produção. A produtividade média anual da pecuária de corte no Brasil está em torno de 120 kg de peso corporal (aproximadamente 60 kg de carcaça) por hectare. Este índice está bem abaixo de resultados reportados na literatura. O manejo adequado de pastagens com forrageiras tropicais normalmente proporciona taxa de lotação acima de uma unidade animal (UA, 450 kg) por hectare. O aumento na taxa de lotação, combinado com elevado ganho de peso proporcionam alta produtividade, podendo ultrapassar 1260 kg de peso corporal (aproximadamente 630 kg de carcaça) anuais por hectare. A produção de bovinos de corte em pastagens tropicais possui alto potencial de resposta quanto a adoção de tecnologias para incremento nos índices de produtividade.
Palavras-chave: gado de corte, ganho de peso, intensificação, produtividade, taxa de lotação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

06-10-2021

Como Citar

Barbero, R. P., Ribeiro, A. C., Moura, A., Longhini, V., Freitas de Almeida Mattos, T. ., & Barbero, M. M. D. . (2021). Potencial de produção de bovinos de corte em pastagens tropicais: revisão de literatura. Ciência Animal Brasileira, 22(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/69609

Edição

Seção

ZOOTECNIA