ALTERAÇÕES CLÍNICAS, HISTOPATOLÓGICAS E ENZIMÁTICAS EM OVINOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE POR Trypanosoma vivax

Autores

  • Katyane Sousa Almeida UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS
  • Fagner Luiz Costa Freitas UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS
  • José Hairton Tebaldi UNESP/JABOTICABAL
  • Antonio Carlos Alessi UNESP, JABOTICABAL
  • Rosângela Zacarias Machado UNESP, JABOTICABAL
  • Adjair Antonio Nascimento UNESP, JABOTICABAL

Palavras-chave:

Bioquímicos, sinais clínicos, enzimas, histopatologia, pequeno ruminante, Trypanosomatidae

Resumo

A presente pesquisa avaliou os sinais clínicos, as alterações histopatológicas e as variações em enzimas séricas em ovinos infectados experimentalmente por T. vivax. Para tanto utilizaram-se oito ovinos machos, sendo quatro destes para o grupo-testemunho e quatro infectados com 105 tripomastigotas de T. vivax. Coletaram-se amostras de sangue em dois tempos antes da infecção e posteriormente em dias determinados, avaliando-se as dosagens de gamaglutamiltransferase, aspartatoaminotransferase, lactato desidrogenase, fosfatase alcalina e creatina quinase. Os animais foram examinados, diariamente, por parasitemia e aos 120 dias após infecção (dpi) foram eutanasiados e necropsiados, com estudo histopatológico de fígado, rins, baço, coração, linfonodos, cérebro, pulmão e testículos. Para a análise estatística, empregou-se o teste de Wilcoxon a 5% de probabilidade. Os sinais clínicos encontrados foram: apatia, palidez das mucosas, aumento de linfonodos superficiais, secreção nasal e elevação da temperatura retal, diarreia esporádica e sinais nervosos (bruxismo e incoordenação). Houve alterações significativas em todos os parâmetros bioquímicos e histopatológicos avaliados nos animais infectados. Dessa forma, a amostra de T. vivax procedente da Paraíba é capaz de causar alterações enzimáticas, clínicas e histológicas importantes, comprometendo a funcionalidade dos órgãos afetados e resultando em disfunção metabólica animal.

PALAVRAS-CHAVES: Bioquímicos, enzimas, histopatologia, pequeno ruminante, Trypanosomatidae, sinais clínicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Katyane Sousa Almeida, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS

Doutora, professora da Universidade Federal do Tocantins. CEP: 77804-970, Araguaína-TO, Brasil. E-mail: katyanefreitas@gmail.com (autora correspondente)

Fagner Luiz Costa Freitas, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS

2. Doutor, professor da Universidade Federal do Tocantins

José Hairton Tebaldi, UNESP/JABOTICABAL

Técnico da Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal

Antonio Carlos Alessi, UNESP, JABOTICABAL

Doutor, professor da Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal

Rosângela Zacarias Machado, UNESP, JABOTICABAL

Doutora, professor da Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal

Adjair Antonio Nascimento, UNESP, JABOTICABAL

Doutor, professor da Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal

Downloads

Publicado

02-10-2010

Como Citar

Almeida, K. S., Freitas, F. L. C., Tebaldi, J. H., Alessi, A. C., Machado, R. Z., & Nascimento, A. A. (2010). ALTERAÇÕES CLÍNICAS, HISTOPATOLÓGICAS E ENZIMÁTICAS EM OVINOS INFECTADOS EXPERIMENTALMENTE POR Trypanosoma vivax. Ciência Animal Brasileira, 11(3), 669 676. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/5971

Edição

Seção

Medicina Veterinária