Modelos não lineares mistos em ensaios de degradabilidade ruminal in situ

  • Simone Daniela Sartorio de Medeiros Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Tecnologia Agroindustrial e Socioeconomia Rural, Caixa Postal 153, CEP: 13604-900, Araras, São Paulo. https://orcid.org/0000-0001-6455-8319
  • Cesar Gonçalves de Lima Universidade de São Paulo - USP, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos - FZEA, Departamento de Ciências Básicas, Caixa Postal 23, CEP: 13635-900, Pirassununga, São Paulo. https://orcid.org/0000-0002-7244-4845
  • Taciana Vilella Savian Universidade de São Paulo - USP, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ, Departamento de Ciências Exatas, Caixa Postal 9, CEP: 13418-900, Piracicaba, São Paulo. https://orcid.org/0000-0002-3309-6075
  • Euclides Braga Malheiros Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Departamento de Ciências Exatas, Caixa Postal ???, CEP: 14884-900, Jaboticabal, São Paulo. https://orcid.org/0000-0003-4179-0064
  • Simone Silmara Werner Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina - EPAGRI, Estação Experimental de Lages - EEL, Caixa Postal 181, CEP: 88502-970, Lages, Santa Catarina. https://orcid.org/0000-0002-3973-4605

Resumo

Métodos clássicos de análise de modelos não lineares são amplamente utilizados em estudos da cinética de degradação ruminal. Como esse tipo de estudo envolve medidas repetidas na mesma unidade experimental, propõe-se o uso de modelos não lineares mistos (MNLM), buscando resolver os problemas de heterogeneidade de variâncias das respostas, de correlação entre as medidas repetida se a consequente falta de esfericidade da matriz de covariâncias. Os objetivos deste trabalho envolvem apresentar uma avaliação da aplicabilidade dos MNLM na estimação de parâmetros para descrever a cinética de degradação ruminal in situ da matéria seca de fenos de capim-Tifton 85 e comparar os seus resultados com os obtidos da análise usual realizada em duas fases. Os novilhos utilizados no ensaio foram alimentados com rações compostas por três diferentes combinações de volumoso e concentrado e dois fenos com diferentes qualidades nutricionais. A abordagem proposta mostrou-se tão efetiva quanto à tradicional para a estimação dos parâmetros do modelo. Contudo, ela modela de forma adequada a correlação entre os dados longitudinais, o que pode afetar as estimativas obtidas, o erro padrão associado a elas e, potencialmente, alterar os resultados das inferências. É bastante atraente quando a pesquisa busca entender o comportamento do processo da degradação dos alimentos ao longo dos tempos de incubação.
Palavras-chave: Cinética de degradação ruminal; Dados longitudinais; Efeitos aleatórios; Matéria seca; Matriz de variâncias e covariâncias.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-06-2020
Como Citar
Medeiros, S. D. S. de, Lima, C. G. de, Savian, T. V., Malheiros, E. B., & Werner, S. S. (2020). Modelos não lineares mistos em ensaios de degradabilidade ruminal in situ. Ciência Animal Brasileira, 21(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/57596
Seção
ZOOTECNIA