Associação de plasma rico em plaquetas de equino e pomada comercial no tratamento de feridas em pele de coelho

Resumo

O plasma rico em plaquetas autólogo é importante no processo cicatricial de cirurgias reconstrutivas, auxiliando na estimulação da angiogênese; no entanto, o plasma heterólogo mostrou-se mais eficaz. Utilizou-se 24 coelhos da raça Nova Zelândia, com idade de 12 meses, com peso corporal cerca de 3,0 kg. Os animais foram separados em quatro grupos de igual número e submetidos a remoção de pele na linha média dorsal torácica (ferida tratada) e lombar (ferida controle). Nas tratadas, foi aplicado plasma rico em plaqueta de equino e pomada contendo gentamicina, sulfanilamida, sulfadiazina, ureia e vitamina A e, nas do grupo controle, somente a pomada. Nos do grupo I, foi coletado tecido cutâneo para a avaliação histológica com três dias de pós-operatório, nos do grupo II com sete dias, nos do grupo III com 14 dias e, nos do grupo IV, com 21 dias. Decorrido o período de avaliação de cada grupo, foi coletado fragmento de pele para avaliação histológica. O uso associado do plasma rico em plaquetas heterólogo de equino com a pomada contendo gentamicina, sulfanilamida, sulfadiazina, ureia e vitamina A, em feridas de pele induzidas cirurgicamente acelera o processo cicatricial.
Palavras-chave: cicatrização, fatores de crescimento, pele, plasma rico em plaquetas

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
22-04-2020
Como Citar
Rezende, R. S. de, Eurides, D., Alves, E. G. L., Venturini, G. C., & Felipe, R. L. de. (2020). Associação de plasma rico em plaquetas de equino e pomada comercial no tratamento de feridas em pele de coelho. Ciência Animal Brasileira, 21(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/56274
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA