COMPORTAMENTO INGESTIVO DE CAPRINOS EM PASTAGEM DE AZEVÉM E AVEIA PRETA EM CULTIVO PURO E CONSORCIADO

Luís Felipe Sperry Bratti, João Ricardo Dittrich, Carina Simionato de Barros, Cláudio José Araújo da Silva, Alda Lúcia Gomes Monteiro, Chayane da Rocha, Fabiana Marinelly Pontes da Rocha

Resumo


O experimento foi realizado em Campo Largo, PR, para avaliação do comportamento ingestivo de caprinos diante das espécies forrageiras azevém e aveia-preta em cultivo puro e consorciado, no período de 4 julho a 5 de agosto de 2004. As forrageiras foram aplicadas em piquetes com 630 m2 cada, alocadas em um delineamento experimental em blocos ao acaso com três tratamentos e três repetições. Nas avaliações de pastejo utilizaram-se doze cabras, distribuídas em três piquetes experimentais com quatro animais cada. Previamente às avaliações de pastejo, procedeu-se a medições na pastagem, como altura, massa total de forragem e dos componentes lâmina foliar e colmo com bainha. Fez-se a avaliação dos animais pela preferência e velocidade de ingestão. Os tratamentos azevém e consorciado mostraram-se superiores (p<0,05) à aveia-preta na altura média da pastagem, sendo que nas demais avaliações da pastagem o azevém foi superior (p<0,05) aos demais tratamentos. O tempo de pastejo dos caprinos no tratamento azevém e aveia-preta foi superior (p<0,05) ao consorciado. A taxa de bocados por minuto foi maior (p<0,05) no tratamento aveia-preta. Os caprinos apresentaram preferência pelos tratamentos azevém e aveia-preta em cultivo puro.

PALAVRAS-CHAVES: Avena strigosa Schreb, bocado, caprinos, Lolium multiflorum Lam, preferência.

Palavras-chave


Produção de caprinos

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas