Estimativa de área da lâmina foliar de Digitaria pentzii sob diferentes alturas de corte

Resumo

Estudos com pastagens necessitam de informações sobre a área foliar, por ser um dos principais parâmetros de avaliação do crescimento das plantas. Desse modo, objetivou-se estimar a área da lâmina foliar do capim-pangolão (Digitaria pentzii Stent.), utilizando métodos não destrutivos por meio de análise de modelos de regressão. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados, com três alturas de corte (10, 15 e 20 cm) e quatro repetições. Foram coletadas aleatoriamente 300 lâminas foliares do capim-pangolão e determinados os seus respectivos comprimentos (C) e larguras (L), com uso de paquímetro digital. A área da lâmina foliar do capim-pangolão foi estimada pelo método gravimétrico, sendo utilizados os modelos de regressão linear e potência para explicar a área das lâminas foliares em função do produto do comprimento e máxima largura. A área da lâmina foliar real apresentou valor médio de 18,64 cm², variando de 4,29 a 45,95 cm². A área da lâmina foliar do capim-pangolão, independentemente da altura de corte, foi estimada com melhor acurácia pelo modelo potência. O modelo potência, ?=CL1,007, pode ser usado para estimar a área da lâmina foliar do capim-pangolão com base nos valores de comprimento e largura da lâmina foliar dessa espécie.
Palavras-chave: capim-pangolão; método não destrutivo; modelagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raul Caco Alves Bezerra, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada/Discente de agronomia

Discente de agronomia da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Mauricio Luiz de Mello Vieira Leite, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada Professor associado I

Professor associado I da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Área: Pastagens e forragicultura.

Mirna Clarissa Rodrigues de Almeida, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Discente do Programa de Pós-graduação e Produção vegetal da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada 

Leandro Ricardo Rodrigues de Lucena, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Professor adjunto I da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Área: Estatística.

Vicente José Laamon Pinto Simões, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Discente do Programa de Pós-graduação e Produção vegetal da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Unidade Acadêmica de Serra Talhada

Aldo Tores Sales, Instituto Tecnológico de Pernambuco

Professor do Programa de Pós-graduação em tecnologias Ambientais do Instituto Tecnológico de Pernambuco.

Área: Zootecia/Pastagens e forragicultura.

Publicado
22-04-2020
Como Citar
Bezerra, R. C. A., Leite, M. L. de M. V., Almeida, M. C. R. de, Lucena, L. R. R. de, Simões, V. J. L. P., & Sales, A. T. (2020). Estimativa de área da lâmina foliar de Digitaria pentzii sob diferentes alturas de corte. Ciência Animal Brasileira, 21(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/54719
Seção
ZOOTECNIA