Uso de ramas de batata-doce para produção de feno

Resumo

Ramas de batata-doce apresentam características satisfatórias para alimentação animal, porém não têm sido exploradas na forma de feno. Objetivou-se avaliar o uso de ramas de batata-doce para a produção de feno e a divergência genética em clones de batata-doce. Foram avaliados dez clones de batata-doce, conduzidos a campo em blocos ao acaso e cinco repetições. Foram determinados o teor de matéria seca, as produtividades de massa verde e massa seca (PMS), a relação folha e haste das ramas e a produção total e comercial de raízes (PRC). Obtidos os fenos, avaliaram-se as características MS, PB, FDN, FDA, lignina, amido, açúcares solúveis, macro e micronutrientes. Estimou-se a divergência genética entre os clones de batata-doce. O clone UFVJM-54 aliou alta PRC com maior PMS. Os fenos apresentaram teores de PB variando de 11,99 a 15,09%, FDN 47,22 a 55,55%, FDA 22,92 a 28%, e 6,87 a 13,72% de LIG. De forma geral, os teores de minerais nos fenos foram satisfatórios. Os clones foram separados em cinco grupos diferentes. As ramas de batata-doce podem ser utilizadas para a produção de feno. Os clones UFVJM-37, UFVJM-46 e UFVJM-54 são recomendados para cruzamentos com os demais genótipos.
Palavras-chave: Ipomoea batatas; alimentação animal; forragem; melhoramento genético.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
22-04-2020
Como Citar
Silva Donato, L. M., de Andrade Junior, V. C., Brito, O. G., Fialho, C. M. T., da Silva, A. J. M., & Azevedo, A. M. (2020). Uso de ramas de batata-doce para produção de feno. Ciência Animal Brasileira, 21(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/53493
Seção
ZOOTECNIA