Topografia e morfometria do timo em aves (Gallus gallus domesticus) da linhagem Ross 308 AP (AP95)

Resumo

Resumo
Objetivou-se descrever a topografia e morfometria do timo em 30 aves domésticas da linhagem Ross 308 AP (AP95), 15 machos e 15 fêmeas, com idade de 14 a 16 semanas e massa corporal média de 2,1 kg e 1,7 kg, respectivamente nos machos e fêmeas. Após a fixação em solução aquosa de formol a 10%, as peças foram dissecadas. Os lobos tímicos localizavam-se desde o terço cranial do pescoço até os ossos claviculares, de forma linear, longitudinal e lateralmente no pescoço, paralelos ao nervo vago, veia jugular externa e artéria comum do nervo vago. Os lobos apresentaram formatos ovalados e triangulares e o número foi de quatro a oito. Agrupando os lobos de acordo com a localização no pescoço, nos terços cranial, médio e caudal, as médias de comprimento x largura x espessura variaram, nessa ordem, de 1,93 a 52,1 mm, 0,98 a 23,15 mm e 0,32 a 8,52 mm. O timo das aves AP95 apresentou características topográficas e morfológicas similares àquelas de outras linhagens, porém, quanto à morfometria, foram observadas características singulares.
Palavras-chave: anatomia; galináceo; órgão linfoide primário; tecido linfoide.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Garcia de Freitas, INSTITUTO FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO- CAMPUS UBERLÂNDIA

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Uberlândia-UFU (1995), pós graduação em Gestão do Agronegócio pela Faculdade de Gestão e Negócios da UFU (2000), mestrado em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal de Uberlândia-UFU (2007) e doutorado em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal de Uberlândia-UFU (2017). É professora efetiva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) e Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária FAMEV (UFU) . Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Saúde Animal (Programas Sanitários) e Produção Animal, atuou nas seguintes sub-áreas;zootecnia: matrizes e avós: pesadas, semi-pesadas e leves, melhoramento genético,frango de corte. Atua na área de docência, nas seguintes áreas: Zootecnia: Produção de Animais não ruminantes e Nutrição Animal e coordenação de cursos.

Cheston Cesar Honorato Pereira, Universidade de Rio Verde/GO - UniRV

Nasceu na cidade de Uberlândia, em 05 de fevereiro de 1968. Em julho de 1987, iniciou o curso de graduação em Medicina Veterinária, pela Universidade Federal de Uberlândia, UFU, que foi concluído em julho de 1992. Foi bolsista pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica ?CNPq no período janeiro de 1989 a janeiro de 1990. Em agosto de 1992 tornou-se integrante do quadro de professores do Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal ? CREUPI, onde foi professor titular até o ano de 2009. Em 1998 concluiu o mestrado na Universidade de São Paulo, USP, na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia ? área de concentração ? Anatomia dos Animais Domésticos, neste período, foi concedida cota de Bolsa de Mestrado com duração de 24 meses, do Conselho Nacional de desenvolvimento científico e tecnológico - CNPq. Em 2009 foi aprovado em concurso público para o provimento de vaga de professor efetivo na disciplina de Anatomia dos Animais Domésticos na Universidade Federal de Lavras ?UFLA - MG e na Universidade de Rio Verde ? UniRV ? GO. Atualmente ocupa o cargo de Professor Titular da Universidade de Rio Verde e ministra as disciplinas de Anatomia dos Animais Domésticos I e II e Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos, concluiu o doutorado em Medicina Veterinária na Universidade do Estado de São Paulo ?Júlio de Mesquita Filho? em dezembro de 2015. Neste período foi concedida cota de Bolsa de Doutorado com duração de 24 meses, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás-FAPEG. Atualmente também é Coordenador de Pós Graduação do Instituto Qualittas - Pólo Rio Verde, Goiás

Kênia Cristina Calábria, Universidade Federal de Uberlândia-UFU

possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Uberlândia (1998) e mestrado em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres pela Universidade de São Paulo (2001). Atualmente é professora da Universidade Anhembi Morumbi. Tem experiência na área de Morfologia, com ênfase emAnatomia Animal.

Marina Carla Bezerra da Silva, Universidade Federal de Uberlândia-UFU

Atualmente é graduanda de Medicina Veterinária na Universidade Federal de Uberlândia, concluiu o Técnico em Agropecuária na Universidade Estadual Paulista - UNESP de Jaboticabal. Bolsista de Iniciação Científica do CNPq

Frederico Ozanam Carneiro e Silva, Universidade Federal de Uberlândia-UFU

Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade de Uberlândia (1976), especialista em anatomia animal pela Universidade Federal de Minas Gerais (1979), mestrado em Clínica Cirúrgica Veterinária pela Universidade de São Paulo (1984) e doutorado em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres pela Universidade de São Paulo (1989). Professor titular da Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência na área de Morfologia, com ênfase em Anatomia Animal, atuando nas áreas relacionadas com vascularizações, inervações, topografias, anatomia clínica e cirurgia experimentais nos animais. Atuou também com professor convidado pelo programa de pós-graduação em anatomia dos animais domésticos e silvestres na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, para ministrar aulas e orientação. Consultor Ad Hoc de vários periódicos científicos como Veterinária Notícias, Ars Veterinária, Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, Biotemas Bioscience Journal, Arquivos de Ciências Veterinárias e Zoologia da UNIPAR, Ciência Rural, Horizonte Científico e orienta na pós-graduação e graduação. Participou também da tradução e autoria de capítulos de livros.

Publicado
22-04-2020
Como Citar
Freitas, A. G. de, Honorato Pereira, C. C., Calábria, K. C., Bezerra da Silva, M. C., & Ozanam Carneiro e Silva, F. (2020). Topografia e morfometria do timo em aves (Gallus gallus domesticus) da linhagem Ross 308 AP (AP95). Ciência Animal Brasileira, 21(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/50566
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA