ESTUDO DA TÉCNICA INTRACAPSULAR ASSISTIDA POR ARTROSCOPIA PARA O TRATAMENTO DA RUPTURA DO LIGAMENTO CRUZADO CRANIAL EM CADÁVERES DE CÃES

Resumo

O objetivo foi estudar e aprimorar a técnica intracapsular de reparação do ligamento cruzado cranial assistida por artroscopia em cadáveres de cães com a confecção dos túneis tibial e femoral e utilização de autoenxerto osso-tendão patelar-osso. Foram utilizados 10 membros pélvicos de cães > 20kg. Os túneis ósseos foram confeccionados de forma independente e na posição anatômica original dos locais de inserção do ligamento cruzado cranial. Foram realizados estudo radiográfico e tomográfico para avaliar a articulação. A coleta das porções ósseas do enxerto foi feita com osteótomo e martelo. Ocorreram fratura em três patelas e em três tuberosidades tibiais. Os enxertos apresentaram comprimento médio 7,56cm. Os túneis tibiais e os túneis femorais foram confeccionados no local de inserção do ligamento cruzado cranial em 80% e 90% das articulações, respectivamente. Os túneis tibiais apresentaram ângulo médio de 62,95º mensurado por tomografia computadorizada. Os túneis femorais foram confeccionados em posição 13hs para o joelho esquerdo (100%) e 11hs para o direito (100%). Ao final do procedimento, obteve-se gaveta negativo em 100% das articulações. Pode-se concluir que a técnica proposta é viável de ser realizada no cão, porém faz-se necessário instrumental específico devido ao pequeno tamanho da articulação canina para obter melhor acurácia.
Palavras-chave: joelho, canino, instabilidade, artroscopia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angelica Cecilia Tatarunas, Faculdade de Medicina Veterinaria da Universidade de São Paulo

Pós Doutoranda

Departamento de Cirurgia (VCI)

Publicado
29-08-2019
Como Citar
Tatarunas, A. C., Matera, J. M., Miglino, M. A., Pinto, A. C. B. C. F., Lorigados, C. A. B., & Gomes, L. F. F. (2019). ESTUDO DA TÉCNICA INTRACAPSULAR ASSISTIDA POR ARTROSCOPIA PARA O TRATAMENTO DA RUPTURA DO LIGAMENTO CRUZADO CRANIAL EM CADÁVERES DE CÃES. Ciência Animal Brasileira, 20(1), 1-14. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/47857
Seção
MEDICINA VETERINÁRIA