INFLUÊNCIA DE DIFERENTES ALTURAS NAS CARACTERÍSTICAS FISICO-QUÍMICAS DA CAMA E NA PREVALENCIA DE Salmonella sp. EM SUÍNOS DURANTE A TERMINAÇÃO

Autores

  • Érico Kunde Corrêa UFPel
  • Eduarda Hallal Duval UFPel
  • Paula Trindade UFPel
  • Ivan Bianchi UFPel
  • Thomaz Lucia Jr. UFPel
  • Wladimir Padilha Silva UFPel

Palavras-chave:

Produção de suínos

Resumo

Este trabalho avaliou dois lotes consecutivos de suínos criados em piso de concreto e sobre cama com duas diferentes profundidades. Avaliaram-se os parâmetros ambientais da edificação, físico-químicos da cama, além da presença de Salmonella sp. nos sistemas de piso e nos animais no momento do abate. Os tratamentos foram constituídos de duas profundidades diferentes de cama de casca de arroz, 0,5 m (T1) e 0,25 m (T2), e um sistema com piso compacto de concreto (T3). Utilizaram-se trinta animais, sendo quinze animais por repetição. Registrou-se a temperatura na superfície dos pisos e centro das baias nos três tratamentos, à meia profundidade no centro das baias para T1 e T2. Mensuraram-se a temperatura ambiente e a umidade relativa do ar no interior das baias. Foram determinados pH, teor de matéria seca, carbono e nitrogênio das camas. A análise de Salmonella spp. foi feita em: fezes, sangue, cama, swab do piso e animais no momento do abate. A utilização de piso com cama para suínos nas fases de crescimento-terminação, independente da altura, é viável, pois não influenciou os parâmetros de conforto térmico e a prevalência de salmonela, além de permitir a transformação dos dejetos em material estabilizado para uso agrícola.

PALAVRAS-CHAVES: Conforto térmico, meio ambiente, segurança alimentar, sistema de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-04-02

Como Citar

CORRÊA, Érico K.; DUVAL, E. H.; TRINDADE, P.; BIANCHI, I.; LUCIA JR., T.; SILVA, W. P. INFLUÊNCIA DE DIFERENTES ALTURAS NAS CARACTERÍSTICAS FISICO-QUÍMICAS DA CAMA E NA PREVALENCIA DE Salmonella sp. EM SUÍNOS DURANTE A TERMINAÇÃO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 10, n. 1, p. 9–17, 2009. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/451. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal