CAUSAS DE DESCARTE DE VACAS DA RAÇA HOLANDESA CONFINADAS EM UMA POPULAÇÃO DE 2.083 BOVINOS (2000–2003)

Luiz Antônio Franco Silva, Karyne Oliveira Coelho, Paulo Fernando Machado, Marco Augusto Machado Silva, Maria Ivete Moura, Valessa Teixeira Barbosa, Maísa Matias Barbosa, Daniel Silva Goulart

Resumo


Avaliaram-se causas de descarte de vacas Holandesas manejadas intensivamente, em cinco propriedades rurais, em um rebanho de 2.083 animais, no período compreendido entre janeiro de 2000 a janeiro de 2003. As informações obtidas foram classificadas em categorias, procedendo-se ao cálculo da respectiva freqüência em percentuais. Foram descartados 296 animais (14,2%) durante o período estudado, sendo que 82 (27,7%) descartes ocorreram em virtude de alterações no sistema reprodutor, 55 (18,5%) por problemas no sistema locomotor, 51 (17,2%) em decorrência de enfermidades na glândula mamária, 7 (2,6%) pela ocorrência de problemas digestivos, 3 (2,6%) por doenças metabólicas, 2 (0,7%) em razão de doenças respiratórias, 1 (0,7%) em conseqüência de fotossensibilização e 95 (32%) por motivos diversos, como idade avançada e comercialização. Considerou-se indispensável a adoção de medidas efetivas no controle dos distúrbios reprodutivos, locomotores e da glândula mamária para a manutenção dos animais no rebanho e, conseqüentemente, da lucratividade do negócio.

PALAVRAS-CHAVES: Causas de descarte, confinamento, vacas.


Palavras-chave


Sanidade Animal

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas