ANÁLISE COPROPARASITOLÓGICA DE CUTIAS (Dasyprocta SP.) CRIADAS EM CATIVEIRO

Autores

  • Ivete Lopes de Mendonça
  • Mônica Marcos de Almeida
  • Airton Mendes Conde Júnior
  • Rildênio Renato Cavalcante
  • Sandovaldo Gonçalves de Moura
  • Maria Acelina Martins de Carvalho

Resumo

A criação de animais silvestres em cativeiro desponta como forma indireta e importante para se preservar espécies ameaçadas de extinção. Além disso, cresce o interesse da sociedade em estudar estas espécies, pela possibilidade de aproveitá-las como fonte de proteína e gerar renda através da comercialização de produtos que apresentam grande potencial de mercado. O objetivo desta pesquisa foi realizar um levantamento coproparasitológico de cutias. Colheram-se 117 amostras de fezes, que foram processadas pelos métodos de Willis-Mollay, Hoffmann e Sheather (HOFFMANN, 1987). Alojaram-se os animais em baias coletivas com a densidade de dez animais para 30 m2. Das 117 amostras analisadas de um plantel de 44 animais, 64 (54,7%) foram negativas e 53 (45,3%) positivas. Entre as positivas, verificaram-se oocistos de protozoários – 24(45,3%); ovos de Trichuris sp. – 7 (13,2%); ovos de Strongiloides s.p – 10 (18,8%); e ovos de Trichuris sp. e de Strongiloides sp com infecção mista – 12 (22,6%). Conclui-se que as cutias do gênero Dasyprocta sp. apresentaram-se parasitadas por helmintos gastrintestinais e protozoários,sendo estes últimos de maior prevalência, e que as técnicas empregadas mostraram-se eficazes para identificação dos ovos de helmintos e oocistos de protozoários de cutias. PALAVRAS-CHAVE: Cutia, helmintos gastrintestinais, protozoários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-10-2006

Como Citar

Mendonça, I. L. de, Almeida, M. M. de, Conde Júnior, A. M., Cavalcante, R. R., Moura, S. G. de, & Carvalho, M. A. M. de. (2006). ANÁLISE COPROPARASITOLÓGICA DE CUTIAS (Dasyprocta SP.) CRIADAS EM CATIVEIRO. Ciência Animal Brasileira, 7(3), 285–288. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/410

Edição

Seção

Medicina Veterinária