ABRAÇADEIRA DE NÁILON: RESISTÊNCIA À TRAÇÃO EM TESTES FÍSICOS E SEU EMPREGO COMO CERCLAGEM NO FÊMUR DE CÃES

Autores

  • Afonso Henrique Miranda
  • Luiz Antônio Franco da Silva
  • Gilberto Antônio Tavares
  • Andréia Vitor Couto do Amaral
  • Henrique Guimarães de Miranda

Resumo

A abraçadeira é uma fita de náilon 6.6 (poliamida -PA) e tem sido empregada, após esterilização, em vários procedimentos cirúrgicos, dentre os quais a redução de fraturas de ossos longos. Neste estudo, primeiramente, avaliou-se a resistência à tração dessas abraçadeiras mediante testes de esforço físico específicos, realizados em seu estado natural e autoclavado. Posteriormente, foi realizada uma avaliação qualitativa da resistência empregando-se a abraçadeira na redução ou na imobilização de fratura oblíqua de fêmur em cães, para verificação da resistência do material a tração e a segurança de seu sistema de trava após sua aplicação. O dispositivo mostrou-se resistente à autoclavagem, aos testes de esforço físico e à aplicação no foco de fratura. Concluiu-se que a abraçadeira de náilon é resistente à tração tanto em seu estado natural como após a autoclavagem e pode ser uma opção na fixação de fraturas oblíquas de fêmur. PALAVRAS-CHAVES: Cães, cerclagem, fêmur, fratura, náilon, poliamida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

31-10-2006

Como Citar

Miranda, A. H., Silva, L. A. F. da, Tavares, G. A., Amaral, A. V. C. do, & Miranda, H. G. de. (2006). ABRAÇADEIRA DE NÁILON: RESISTÊNCIA À TRAÇÃO EM TESTES FÍSICOS E SEU EMPREGO COMO CERCLAGEM NO FÊMUR DE CÃES. Ciência Animal Brasileira, 7(3), 299–307. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/408

Edição

Seção

Medicina Veterinária