LEVANTAMENTO DE PARASITOS EM INFRAPOPULAÇÃO DE Brycon insignis STEINDACHNER, 1876 (PISCES, CHARACIDAE), CRIADA NA REGIÃO NORTE FLUMINENSE, RIO DE JANEIRO, BRASIL

  • Guilherme Quintanilha Fernandes
  • Maria Angélica Vieira da Costa Pereira
  • Dalton Garcia de Mattos Júnior
  • Guilherme Souza

Resumo

Este trabalho tem como objetivo fazer um levantamento de parasitos na piabanha, um peixe da família Characidae e do gênero Brycon, o mesmo do matrinxã, da piraputanga e de outras sessenta espécies. Nativa do rio Paraíba do Sul, Região Norte Fluminense do Estado do Rio de Janeiro, Brasil, trata-se de espécie ameaçada de extinção. Analisaram-se sessenta espécimes de Brycon insignis Steindachner, 1876, com peso médio de 6,0 a 8,0 kg e comprimento total de 15,0 a 45,0 cm no período compreendido entre novembro e dezembro de 2002, encontrando-se crustáceos copépodes do gênero Lernaea sp., com prevalência de 31,7%. Também foram encontrados nematóides do gênero Procamallanus sp., com prevalência de 3,3%. Por conta de problemas causados pela Lernaea sp. em peixes, a presença desses crustáceos parasitos nos espécimes coletados de cativeiro tem provocado prejuízos nessa criação. Acrescente-se o fato de que esses alevinos são soltos no rio Paraíba do Sul, de modo que o parasito citado, comum em cativeiro, pode vir a infectar peixes de ambiente natural. PALAVRAS-CHAVE: Brycon insignis, Lernaea, parasitos, piabanha, Rio de Janeiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
31-10-2006
Como Citar
Fernandes, G., Pereira, M. A., Mattos Júnior, D., & Souza, G. (2006). LEVANTAMENTO DE PARASITOS EM INFRAPOPULAÇÃO DE Brycon insignis STEINDACHNER, 1876 (PISCES, CHARACIDAE), CRIADA NA REGIÃO NORTE FLUMINENSE, RIO DE JANEIRO, BRASIL. Ciência Animal Brasileira, 7(3), 309-313. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/407
Seção
Medicina Veterinária