ULTRASSONOGRAFIA TRANSRETAL PARA IDENTIFICAR O SEXO FETAL DE CAPRINOS

Autores

  • Cristiano Rocha Aguiar Filho UFRPE
  • Leopoldo Mayer Freitas Neto UFRPE
  • Maico Henrique Barbosa Barbosa Santos UFRPE
  • Edivaldo Rosas Santos Junior UFRPE
  • Paulo Fernandes Lima UFRPE
  • Marcos Antonio Lemos Oliveira UFRPE

Palavras-chave:

sexagem, bolsa escrotal, pênis, tetas, clitóris.

Resumo

Procurou-se estabelecer o período para sexar fetos caprinos pela ultrassonografia transretal visibilizando-se as estruturas da genitália externa, sendo que para tal foi monitorado o dia do posicionamento final do tubérculo genital (TG), bem como o dia em que o pênis, a bolsa escrotal, o clitóris e as tetas foram visibilizados. Foram monitorados fetos das raças Boer (n = 36), Parda Alpina (n = 31) e Anglo-nubiana (n = 27), do 40o ao 60o dia de gestação, usando-se transdutor linear de 6,0 e 8,0 MHz. O posicionamento final do TG ocorreu no período de 47,11 ± 1,45 dias, nos machos, e 45,62 ± 1,36 dias, nas fêmeas, e a visibilização das estruturas da genitália externa no período de 49,42 ± 2,20 dias para a bolsa escrotal; 49,37 ± 2,19 dias para o pênis; 49,23 ± 1,75 dias para as tetas e 49,98 ± 2,52 dias para o clitóris. A migração do TG no feto fêmea foi mais precoce (P < 0,05) do que no macho, enquanto a visibilização da bolsa escrotal e pênis foi mais precoce (P < 0,05) do que das tetas e clitóris, não havendo diferença (P > 0,05) entre as estruturas referentes ao mesmo sexo. Conclui-se que apesar da sexagem de fetos caprinos poder ser efetuada antes do 55o dia de gestação, recomenda-se realizá-la somente após a visibilização das estruturas da genitália externa para uma maior segurança na identificação do sexo.

PALAVRAS-CHAVES: Bolsa escrotal, clitóris, pênis, sexagem, tetas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiano Rocha Aguiar Filho, UFRPE

Professor Assiciado do Departamento de Medicina Veterinaria da UFRPE

Downloads

Publicado

01-04-2010

Como Citar

Aguiar Filho, C. R., Freitas Neto, L. M., Santos, M. H. B. B., Santos Junior, E. R., Lima, P. F., & Oliveira, M. A. L. (2010). ULTRASSONOGRAFIA TRANSRETAL PARA IDENTIFICAR O SEXO FETAL DE CAPRINOS. Ciência Animal Brasileira, 11(1), 125–130. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/3990

Edição

Seção

Medicina Veterinária