ECTOPARASITOS EM CAPRINOS E OVINOS NO MUNICÍPIO DE MOSSORÓ, RIO GRANDE DO NORTE

Ana Diogenes SuassunaBezerra, Silvia Maria Mendes Ahid, Luiz da Silva Vieira, Herbert Sousa Soares

Resumo


Caprinos e ovinos apresentam uma diversidade de ectoparasitos que podem resultar perdas consideráveis na produtividade desses animais. Visitaram-se quinze assentamentos de reforma agrária, com o objetivo de identificar ectoparasitos de caprinos e ovinos, procedendo-se à realização de raspados, exames diretos e coletas de exsudato do pavilhão auricular. Dos 494 caprinos examinados, 89,87% apresentaram ectoparasitos, e dos 232 ovinos, 76,72%. Os artrópodes identificados em caprinos foram: Bovicola caprae (80,76%), Rhipicephalus microplus (1,01%), larvas de Cochliomyia hominivorax (0,6%), Psoroptes cuniculi (0,4%), além de Ctenocephalides felis (3,23%), Amblyomma parvum (1,01%) e Linognathus stenopsis (0,2%), sendo pela primeira vez descritos no Nordeste brasileiro. Identificaram-se, também, parasitismo misto de B. caprae com R. microplus (0,46%) e P. cuniculi com B. caprae (0,23%). Em ovinos, identificaram-se B. ovis (74,5%), R. microplus (0,86%), larvas de C. hominivorax (0,43%) e A. parvum (0,43%), registrados pela primeira vez, nessa espécie, no Nordeste do Brasil, além da associação de B. ovis com R. microplus (0,56%). No que concerne ao sexo e à idade, não houve associação (P>0,05). Torna-se importante o desenvolvimento de estudos para avaliar a importância desses ectaparasitas como fator limitante à produção animal.

PALAVRAS-CHAVES: Caprinos, ectoparasito, ovinos.


Palavras-chave


caprinos, ovinos, ectoparasito

Texto completo:

PDF HTML




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas