IDENTIFICAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE CHUMBO EM MISTURAS MINERAIS COMERCIALIZADAS NO ESTADO DE SÃO PAULO

Autores

  • Wilmar Sachetin Marçal
  • Laurenil Gaste
  • Marcos Roberto Lopes do Nascimento

Resumo

Para se proceder a uma investigação em misturas minerais, foi realizada uma pesquisa quantificando o elemento chumbo em diferentes formulações, comercializadas no Estado de São Paulo. O metal pesado foi determinado pela técnica de espectrofotometria de absorção atômica por plasma de indução acoplada. Considerando como parâmetro de comparação a referência de MALETTO (1986), em doze diferentes marcas analisadas, oito apresentaram níveis de chumbo inorgânico superiores ao limite máximo aceitável,que é de 10 ppm. Os resultados demonstram a urgente necessidade de monitoramento junto aos fabricantes e/ou revendedores, pois algumas misturas minerais podem ser eminentemente perigosas, possibilitando efeitos cumulativos tóxicos de chumbo inorgânico aos bovinos. PALAVRAS-CHAVE: Bovinos, chumbo, metais pesados, suplementos minerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-10-31

Como Citar

MARÇAL, W. S.; GASTE, L.; NASCIMENTO, M. R. L. do. IDENTIFICAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE CHUMBO EM MISTURAS MINERAIS COMERCIALIZADAS NO ESTADO DE SÃO PAULO. Ciência Animal Brasileira / Brazilian Animal Science, Goiânia, v. 6, n. 4, p. 249–253, 2006. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/377. Acesso em: 24 maio. 2022.

Edição

Seção

Produção Animal