PARASITOS GASTRINTESTINAIS EM CAPRINOS E OVINOS DA REGIÃO OESTE DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL

Autores

  • Sílvia Maria Mendes Ahid UFERSA
  • Ana Carla Diógenes Suassuna UFERSA
  • Michelson Brasil Maia UFERSA
  • Valéria Medeiros de Mendonça Costa UFERSA
  • Herbert Sousa Soares UFERSA

Palavras-chave:

Parasitologia, caprinos

Resumo

O conhecimento da epidemiologia dos endoparasitos é de importância para se promover um controle estratégico eficiente em uma região. O estudo teve como objetivo identificar endoparasitos gastrintestinais em pequenos ruminantes criados sob as condições da região oeste do Rio Grande do Norte. Variáveis epidemiológicas foram observadas durante o estudo. Mensalmente, amostras fecais de caprinos e ovinos foram coletadas e examinadas. De 501 amostras, 71,2% eram de caprinos e 25,7% de ovinos, sendo que em 49,5% dos caprinos constatou-se presença de helmintos gastrintestinais, independentemente da natureza e atividade produtiva do rebanho, não sendo comum a prática do exame do tipo OPG por parte dos criadores. Essa ocorrência em ovinos foi superior, com índice de 60,5%. Atribuiu-se a maior prevalência para a Strongyloides sp (62,3%), seguida por Haemonchus sp (16,9%), Trichostrongylus sp. (12%) e Oesophagostomum sp (9%). A maior prevalência dentre as espécies hospedeiras é para a categoria fêmea adulta. Obetiveram-se oocistos de Eimeria sp em 41,3% e 21,8% do total de caprinos e de ovinos avaliados.PALAVRAS-CHAVES: Estrongilídeos, Eimeria, Strongyloides, Trichostrongilídeos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

04-04-2008

Como Citar

Ahid, S. M. M., Suassuna, A. C. D., Maia, M. B., Costa, V. M. de M., & Soares, H. S. (2008). PARASITOS GASTRINTESTINAIS EM CAPRINOS E OVINOS DA REGIÃO OESTE DO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL. Ciência Animal Brasileira, 9(1), 212–218. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/3681

Edição

Seção

Medicina Veterinária