SUBSTITUIÇÃO DO MILHO PELO SORGO EM RAÇÕES PARA POEDEIRAS COMERCIAIS FORMULADAS COM DIFERENTES CRITÉRIOS DE ATENDIMENTO DAS EXIGÊNCIAS EM AMINOÁCIDOS

Vinicius Assuena, Rosemeire da Silva Filardi, Otto Mack Junqueira, Elenice Maria Casartelli, Antonio Carlos de Laurentiz, Karina Ferreira Duarte

Resumo


O experimento avaliou o efeito de diferentes níveis de substituição do milho por sorgo em rações de poedeiras comerciais, as quais foram formuladas com base em recomendações de aminoácidos totais e digestíveis. Foram utilizadas 240 poedeiras comerciais, da linhagem Lohmann LSL com 31 semanas de idade, distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 5, sendo duas recomendações de aminoácidos (totais e digestíveis) e cinco níveis de substituição do milho por sorgo (0%, 25%, 50%, 75% e 100%), com três repetições de oito aves cada. O experimento teve a duração de cinco ciclos de 28 dias cada, em que ao final de cada ciclo avaliaram-se o desempenho produtivo (consumo de ração, produção de ovos, massa de ovos e conversão alimentar) e a qualidade dos ovos (gravidade específica, Unidade Haugh, porcentagem de casca e espessura de casca). Não ocorreu efeito (P>0,05) dos fatores sobre o desempenho e qualidade dos ovos. Os resultados indicaram que o sorgo pode substituir totalmente o milho em rações para poedeiras comercias, contudo, a adição de pigmentantes naturais ou artificiais é necessária para não comprometer a pigmentação da gema do ovo. A formulação de rações com base em aminoácidos digestíveis não determinou nenhum benefício sobre o desempenho ou qualidade dos ovos em relação à formulação com base em aminoácidos totais.
PALAVRAS-CHAVES: Aminoácidos digestíveis, aminoácidos totais, desempenho, qualidade dos ovos.


Palavras-chave


Suínos, rações

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas