SUBSTITUIÇÃO DE SILAGEM DE MILHO POR CANA-DE-AÇÚCAR E CAROÇO DE ALGODÃO NOS PARÂMETROS RUMINAIS, SÍNTESE DE PROTEÍNA MICROBIANA E UTILIZAÇÃO DOS NUTRIENTES EM VACAS LACTANTES

Alexandre Vaz Pires, Ivanete Susin, José Manuel Corrêa de Simas, Flávio Augusto Portela Santos, Clayton Quirino Mendes, Reinaldo Cunha de Oliveira Junior, Juliano José de Rezende Fernandes, Rafael Canonenco de Araujo

Resumo


Utilizaram-se cinco vacas holandesas pluríparas (525,91 kg PV e média de 85 dias de lactação) distribuídas em delineamento quadrado latino 5 x 5 para avaliação da substituição da silagem de milho por cana-de-açúcar. Os animais foram canulados no rúmen e duodeno proximal, sendo alimentados com rações contendo 50% de concentrado e 50% de volumoso na base seca. Os tratamentos consistiram na substituição gradativa da silagem de milho por cana-de-açúcar picada (planta inteira) mais caroço de algodão, nas seguintes proporções: 100:0 (controle); 75:25; 50:50; 25:75 e 0:100, com base na MS da ração. O consumo de matéria seca das vacas alimentadas com as rações 100%, 75% e 50% de silagem de milho foi maior (P<0,05) do que o das vacas alimentadas com 25% e 0% de silagem de milho. A degradabilidade ruminal e a digestibilidade total da fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido não diferiram (P>0,05) entre os tratamentos. A digestibilidade total da proteína bruta das rações em que houve substituição de silagem de milho por cana-de-açúcar mais caroço de algodão até o teor de 50% foi menor do que a das rações com 75% e 100% de cana-de-açúcar. A concentração de amônia ruminal decresceu (P<0,05) com a inclusão de cana-de-açúcar mais caroço de algodão. A concentração de ácido acético, propiônico, butírico e de ácidos graxos voláteis totais aumentou (P<0,05) com a substituição da silagem de milho por cana-de-açúcar até 50%. A silagem de milho pode ser substituída por cana-de-açúcar até o teor de 50% do volumoso sem efeitos negativos na utilização de nutrientes por vacas leiteiras produzindo até 18 litros de leite/dia.  PALAVRAS-CHAVES: Ácidos graxos voláteis, FDN, digestibilidade

Palavras-chave


Nureição de ruminantes, vacas leiteiras

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas