Retorno de investimento de sistemas de tratamento de resíduos em granjas de suínos

  • Angelita Pereira Melo e Sousa Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque http://orcid.org/0000-0002-9773-5673
  • Bruno Vieira de Carvalho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque http://orcid.org/0000-0002-7169-8288
  • Waldemar Hazoff Junior Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque http://orcid.org/0000-0003-0029-7230
  • Francisco Rafael Martins Soto Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque http://orcid.org/0000-0002-7483-242X

Resumo

Resumo
Os investimentos em sistemas de tratamento de resíduos de suínos (STRS) buscam muito mais contemplar questões de segurança, sanidade e de atendimento a requisitos da legislação ambiental do que investigar possibilidades de explorar economicamente os resíduos devidamente tratados. Este estudo analisou o retorno de investimentos de diferentes STRS sendo realizado entre os meses de outubro de 2013 a maio de 2014. Para a coleta de dados, foi elaborado um questionário eletrônico aplicado por meio de entrevistas em 37 granjas do estado de São Paulo escolhidas aleatoriamente. Para análise de viabilidade econômica dos diferentes STRS, utilizou-se a técnica de orçamento de capital (PAYBACK e TIR). As granjas foram divididas em quatro categorias: GEEBC – Geração de energia elétrica, biofertilizante e créditos de carbono; GEEBI – Geração de energia elétrica e biofertilizante; GEEEL – Geração de energia elétrica; SGPVA – Sem geração de produtos de valor agregado. O melhor resultado econômico foi observado na categoria GEEBC com tempo médio de retorno financeiro de nove anos. Observou-se que 73% dos pesquisados não exploravam o valor econômico dos resíduos tratados, mantendo seus investimentos com intuito de contemplar a legislação ambiental vigente.
Palavras chave: biofertilizante, biogás, créditos de carbono, suinocultura.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angelita Pereira Melo e Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque

Graduada em Tecnologia em Gestão Ambiental

Bruno Vieira de Carvalho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque

Graduado em Tecnologia em Gestão Ambiental

Waldemar Hazoff Junior, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque

Professor Doutor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque

Francisco Rafael Martins Soto, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo- campus São Roque

Francisco Rafael Martins Soto é medico veterinário formado pela Universidade Estadual de Londrina, em 1996. Em 2003, concluiu mestrado na Universidade de São Paulo na área de Epidemiologia Experimental e Aplicada às Zoonoses. Na sua dissertação estudou a dinâmica populacional canina no Município de Ibiúna. Em 2006, concluiu na Universidade de São Paulo, área de Epidemiologia Experimental e Aplicada às Zoonoses, o curso de pós-graduação, nível doutorado, onde em sua tese testou novas vacinas contra a leptospirose em suínos. Produziu 72 artigos para periódicos internacionais e nacionais de seletiva política editorial. Dos trabalhos produzidos, 64 foram publicados e oito enviados para periódicos. Em 53 artigos é primeiro autor, e dezenove, segundo autor. Para a produção destes artigos interagiu com mais de 100 autores, entre pesquisadores científicos e colaboradores.

 

É revisor dos periódicos Reproduction in Domestic Animals (Alemanha), Vaccine (Reino Unido), Homeopathy (Inglaterra), Perspectives in Agriculture, Veterinary Science, Nutrition and Natural Resources (Reino Unido), Journal of Cell and Animal Biology (India), Ciência e Tecnologia de Alimentos, Revista Brasileira de Zootecnia, Brazilian Journal of Microbiology, Revista Veterinária e Zootecnia, Arquivos do Instituto Biológico, Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, Scientia Vitae, Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, Revista de Educação Continuada do Conselho Regional de Medicina Veterinária e Zootecnia, Revista Brasileira de Iniciação Cientifica e Revista Sinergia.

 

Consultor “AD HOC” da Fundação Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul, Membro do Corpo Editorial da American Journal of Immunology (Estados Unidos) e da Revista Scientia Vitae do IFSP-SRQ. Orientador Credenciado do Programa de Pós Graduação (nível mestrado e doutorado) em Epidemiologia Experimental e Aplicada ás Zoonoses  da Universidade de São Paulo.

 

Em congressos internacionais e nacionais, apresentou 59 trabalhos originais e publicou 39 na área de zoonoses, vigilância sanitária de alimentos, educação em saúde, leptospirose suína e homeopatia em suínos. Está trabalhando com seis linhas de pesquisas envolvendo: vigilância sanitária de alimentos, gestão ambiental em suinocultura, controle populacional de animais domésticos e silvestres em áreas urbanas e rurais, sanidade e produção de suínos, saneamento ambiental e tratamento de resíduos sólidos e efluentes em áreas rurais.

 

Ocupou o cargo de diretor da divisão de vigilância sanitária e zoonoses do Município de Ibiúna de março de 2001 a outubro de 2008. Foi médico veterinário concursado da Estância Turísticas de Ibiúna- CEVISA do período de março de 2006 a janeiro de 2011.

 

É suinocultor desde 1979, com participação cotista, onde participa e desenvolve vários trabalhos de pesquisa na área de suínos. Foi presidente e membro do Comitê de Ensino, Pesquisa e Inovação e Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Campus São Roque de novembro de 2011 a dezembro de 2013. Foi Coordenador de Pesquisa e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Campus São Roque de novembro de 2011 a abril de 2014.

 

É membro do Conselho Técnico da Associação Brasileira de Médicos Veterinários Especialistas em Suínos, regional do Estado de São Paulo desde março de 2014.

 

Atualmente ocupa o cargo efetivo de professor doutor – nível DIII-III do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Campus São Roque.

 

 

Publicado
05-02-2020
Como Citar
Melo e Sousa, A. P., de Carvalho, B. V., Junior, W. H., & Soto, F. R. M. (2020). Retorno de investimento de sistemas de tratamento de resíduos em granjas de suínos. Ciência Animal Brasileira, 21(1). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/32898
Seção
ZOOTECNIA