EFEITOS AMBIENTAIS E DE MANEJO NA PREVALÊNCIA DE FIXAÇÃO DORSAL DE PATELA EM BOVINOS NO ESTADO DE GOIÁS, BRASIL: ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO

Autores

  • Olízio Claudino da Silva
  • Luiz Antônio Franco da Silva
  • Marco Antônio de Oliveira Viu
  • Marco Augusto Machado Silva
  • Maria Auxiliadora Leão
  • Gracinda Mariana Calaça

Palavras-chave:

Epidemiologia, Extremidades podais

Resumo

A fixação dorsal de patela é uma enfermidade de caráter crônico observada em bovinos criados sob variados sistemas de manejo, apresentando-se de forma uni ou bilateral, em ambos os sexos, diferentes raças e idades. O objetivo deste estudo foi identificar a distribuição da enfermidade no Estado de Goiás, utilizando-se um questionário que permitisse caracterizar as propriedades rurais quanto ao tempo de exploração pecuária, aspectos relacionados à topografia do solo, rebanho explorado, manejo adotado, idade em que os animais eram mais acometidos, destino dos bovinos enfermos, dentre outros. Foram avaliadas no período seco, de agosto a outubro de 2003, 128 propriedades rurais em 59 municípios do Estado de Goiás, envolvendo um contingente total de 118.657 animais distribuídos entre quinze diferentes raças de bovinos. Dentre as 128 propriedades pesquisadas, em 32 (25,0%) não se diagnosticou a fixação dorsal de patela; em 46 (36,0%) relataram-se 110 (29,1%) casos de bovinos portadores de fixação dorsal de patela ao longo dos anos de exploração pecuária. Nos 50 (39,0%) criatórios restantes, somando-se a ocorrência passada de enfermos e a ocorrência presente no momento da aplicação do questionário, foram constatados 268 (69,6%) bovinos portadores da enfermidade. Dentre os animais encontrados com diagnóstico de fixação dorsal de patela, 61 bovinos (0,50%) eram da raça Girolando e 22 (0,04%) da raça Nelore. Os resultados obtidos pela pesquisa permitiram concluir que a fixação dorsal de patela em bovinos é uma enfermidade de causa multifatorial, estando os fatores raça, idade, topografia do terreno das propriedades rurais e tempo de exploração pecuária como os mais significativos no desencadeamento da doença.

Palavras-chaves: Aparelho locomotor, epidemiologia, ruminantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-12-2007

Como Citar

Silva, O. C. da, Silva, L. A. F. da, Viu, M. A. de O., Silva, M. A. M., Leão, M. A., & Calaça, G. M. (2007). EFEITOS AMBIENTAIS E DE MANEJO NA PREVALÊNCIA DE FIXAÇÃO DORSAL DE PATELA EM BOVINOS NO ESTADO DE GOIÁS, BRASIL: ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO. Ciência Animal Brasileira, 8(4), 787–797. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/2699

Edição

Seção

Medicina Veterinária