AVALIAÇÃO HISTOPATOLÓGICA TESTICULAR E EPIDIDIMÁRIA EM CÃES ADULTOS SEM RAÇA DEFINIDA (SRD) DA REGIÃO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA, SP

  • Helder Esteves Thomé
  • Giovana Wingeter Di Santis
  • Veridiana Maria Brianezi Dignani de Moura
  • Renée Laufer Amorim
  • Enio Pedone Bandarra
Palavras-chave: Histopatologia testicular, cães

Resumo

A ocorrência de alterações testiculares e epididi-márias em cães nas diferentes regiões do país, assim como a influência delas sobre a fertilidade da espécie são ainda pouco exploradas, especialmente de cães sem raça definida (SRD). Neste estudo buscou-se determinar a prevalência das alterações histopatológicas testiculares e epididimárias nos srd da região de São João da Boa Vista, SP, além da freqüência de acordo com o porte e a ocorrência simul-tânea de lesões testiculares e epididimárias. A utilização de animais srd fundamentou-se no predomínio destes na população canina brasileira. Para tal, analisaram-se testículos e epidídimos de sessenta cães adultos, com idades entre três e seis anos, oriundos de campanha de castração, os quais foram subdivididos em grupos de pequeno porte (28 animais), médio porte (18 animais) e grande porte (14 animais). Na avaliação microscópica dos 120 testículos, observou-se a ocorrência de 107 casos de degeneração, 89 de atrofia tubular, 16 de hipoplasia, seis de orquite, três de leydigocitoma, dois normais, um caso de sertolioma e um de edema. À análise epididimária observaram-se 55 epidídimos normais, 36 casos de epididimite, 22 de hiperplasia epitelial papilar, 14 de degeneração, 12 de hiperplasia epitelial cribriforme, três de fibrose, um de edema, um de adenomiose e um de granuloma espermático. Cães de médio e grande apresentaram maior ocorrência de lesões testiculares e epididimárias. Constatou-se hiperplasia epididimária cribriforme, além da proposição de hiperplasia epididimária epitelial papilar para as projeções epiteliais digitiformes com morfologia normal na luz epididimária em cães.

Palavras-chaves: Alterações histopatológicas, cão, epidídimo, testículo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
10-12-2007
Como Citar
Thomé, H., Di Santis, G., Moura, V. M., Amorim, R., & Bandarra, E. (2007). AVALIAÇÃO HISTOPATOLÓGICA TESTICULAR E EPIDIDIMÁRIA EM CÃES ADULTOS SEM RAÇA DEFINIDA (SRD) DA REGIÃO DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA, SP. Ciência Animal Brasileira, 8(4), 745-755. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/2696
Seção
Medicina Veterinária