ACETATO DE TRIANCINOLONA COMO PRÉ-INDUTOR DO PARTO DE RECEPTORAS DE EMBRIÃO NELORE PRODUZIDOS IN VITRO

Autores

  • Luiz Fabiano Coelho de Rezende Firmasa Tecnologia para Pecuária
  • Carmem Estefânia Serra Neto Zúccari UFMS
  • Eliane Vianna da Costa e Silva UFMS
  • Carlos Ronaldo Lima de Rezende Firmasa Tecnologia para Pecuária
  • Luiz Fernando Tonissi Nasser Firmasa Tecnologia para Pecuária
  • Urbano Gomes Pinto de Abreu Embrapa Pantanal

Palavras-chave:

acetato de triancinolona, indução de parto, retenção de placenta, embriões PIV

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes doses e momentos da gestação para a administração do acetato de triancinolona (TRI) na pré-indução de partos. Utilizaram-se como modelo experimental receptoras de embriôes Nelore produzidos in vitro (PIV). Cento e setenta e cinco receptoras gestantes foram distribuídas em quatro grupos experimentais de acordo com o tempo gestacional (280 ou 285 dias) e a dose de TRI (1mg/60 Kg ou 1mg/100 Kg de Peso Vivo). Avaliaram-se o momento da gestação, as taxas de sincronização e de assistência aos partos, a viabilidade e o peso dos bezerros e ainda a taxa de retenção de placenta. A dose de TRI não alterou os parâmetros avaliados (p>0,05). Houve maior sincronização dos partos (p<0,05) quando o TRI foi administrado aos 280 dias em relação aos 285 dias de gestação. Os partos de bezerros mais pesados (?42 kg) necessitaram maior assistência (p?0,05). Trata-se de produtos que apresentaram menor viabilidade (p?0,05) quanto aos partos de bezerros mais leves. Conclui-se que, independente da dose de TRI, a pré-indução aos 280 dias de gestação resulta em maior sincronização e melhor previsibilidade dos nascimentos, quando comparada à pré-indução aos 285 dias, sem comprometer a viabilidade dos bezerros.

PALAVRAS-CHAVES: Corticoide de longa ação, indução de parto, retenção de placenta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Fabiano Coelho de Rezende, Firmasa Tecnologia para Pecuária

Mestrado em Ciência Animal / Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Firmasa Tecnologia para Pecuária

Carmem Estefânia Serra Neto Zúccari, UFMS

Professora Associada do Departamento de Zootecnia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Área - Biotecnologia e Reprodução Animal

Eliane Vianna da Costa e Silva, UFMS

Professora Adjunta do Departamento de Medicina Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Carlos Ronaldo Lima de Rezende, Firmasa Tecnologia para Pecuária

Firmasa Tecnologia para Pecuária

Luiz Fernando Tonissi Nasser, Firmasa Tecnologia para Pecuária

Firmasa Tecnologia para Pecuária

Urbano Gomes Pinto de Abreu, Embrapa Pantanal

Pesquisador Embrapa Pantanal

Publicado

02-04-2009

Como Citar

Rezende, L. F. C. de, Zúccari, C. E. S. N., Costa e Silva, E. V. da, Rezende, C. R. L. de, Nasser, L. F. T., & Abreu, U. G. P. de. (2009). ACETATO DE TRIANCINOLONA COMO PRÉ-INDUTOR DO PARTO DE RECEPTORAS DE EMBRIÃO NELORE PRODUZIDOS IN VITRO. Ciência Animal Brasileira, 10(1), 59–67. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1821

Edição

Seção

Produção Animal