ATIVIDADE SÉRICA DAS ENZIMAS ASPARTATO AMINOTRANSFERASE, CREATINA QUINASE E LACTATO DESIDROGENASE EM EQÜINOS COM CÓLICA

  • Paula Alessandra Di Filippo FCAV-Unep-Jaboticabal, SP.
  • Aureo Evangelista Santana FCAV, Unesp, Jaboticabal, SP.
Palavras-chave: Sanidade Animal

Resumo

De setenta eqüinos, distribuídos em dois grupos experimentais – G1 (vinte eqüinos hígidos) e G2 (cinqüenta eqüinos com cólica) –, colheram-se amostras de sangue em dez diferentes momentos, mediante punção da jugular, para a determinação da atividade sérica das enzimas aspartato aminotransferase (AST), creatina quinase (CK) e lactato desidrogenase (LDH). Os valores médios apresentados pelos animais do G2, para as variáveis CK, AST e LDH, foram superiores (P<0,05) aos valores médios apresentados pelos animais do G1 em todos os momentos de avaliação. Os resultados apresentados pelos animais com cólica (G2) sugerem a existência de lesão muscular aguda, porém com tendência a cura, e foram atribuídos a hipoperfusão tecidual e a traumas musculares. A análise seriada das enzimas CK, AST e LDH auxilia tanto no diagnóstico de lesões musculares em eqüinos com cólica como no acompanhamento da evolução do processo de cura.

PALAVRAS-CHAVES: Abdômen agudo, cavalos, enzimas musculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Alessandra Di Filippo, FCAV-Unep-Jaboticabal, SP.
Pós-graduanda do Departamento de Clinica e Cirurgia Veterinaria da FCAV, Unesp, Jaboticabal, SP.
Aureo Evangelista Santana, FCAV, Unesp, Jaboticabal, SP.
Professor Adjunto Doutor do Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária FCAV/Unesp - Jaboticabal.
Publicado
21-12-2008
Como Citar
Di Filippo, P., & Santana, A. (2008). ATIVIDADE SÉRICA DAS ENZIMAS ASPARTATO AMINOTRANSFERASE, CREATINA QUINASE E LACTATO DESIDROGENASE EM EQÜINOS COM CÓLICA. Ciência Animal Brasileira, 9(4), 1138-1143. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1591
Seção
Medicina Veterinária