DETECÇÃO DO COMPLEXO Mycobacterium tuberculosis NO LEITE PELA REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE SEGUIDA DE ANÁLISE DE RESTRIÇÃO DO FRAGMENTO AMPLIFICADO (PRA)

Eduardo Eustáquio de Souza Figueiredo, Marlei Gomes da Silva, Leila de Souza Fonseca, Joab Trajano Silva, Vânia Margaret Flosi Paschoalin

Resumo


Mycobacterium bovis é membro do complexo Mycobacterium tuberculosis (MTBC), grupo este composto por espécies com grande homologia genética. É o agente etiológico da tuberculose bovina, importante zoonose transmissível ao homem, principalmente através da inalação do bacilo e/ou pelo consumo de leite e derivados não-pasteurizados provenientes de vacas tuberculosas. O objetivo deste estudo foi padronizar a identificação de micobactérias do complexo M. tuberculosis presentes no leite, por metodologia molecular. Fez-se a extração de DNA diretamente do leite contaminado e realizou-se a identificação molecular pela reação em cadeia da polimerase seguida de análise de restrição do fragmento amplificado (PRA). Utilizaram-se inhagens de referência e leite cru artificialmente contaminado com M. bovis IP. Um fragmento de 441pb do gene hsp65 foi amplificado, tratado com BstEII e HaeIII e empregou-se o perfil de restrição enzimática obtido para identificar o complexo M. tuberculosis no leite. Com a PRA foi possível detectar com especificidade e sensibilidade a presença de M. bovis em até 10 UFC/mL de leite. A metodologia padronizada poderá auxiliar os métodos microbiológicos e bioquímicos tradicionalmente usados na identificação do bacilo em alimentos suspeitos de contaminação, como, por exemplo, o leite proveniente de animais suspeitos de infecção por M. bovis.

Palavras-chaves: Análise de perfil de restrição enzimática (PRA), complexo Mycobacterium tuberculosis, leite, Mycobacterium bovis, limite de detecção (PCR).

Palavras-chave


Tecnologia de alimentos

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas