SUTURAS COM POLIGLACTINA 910 E GRAMPOS DE TITÂNIO: ASPECTOS URINÁRIOS E UROLITOGÊNICOS NA ILEOCISTOPLASTIA EXPERIMENTAL EM CÃES

  • Gabriela Silva Uchôa Médica veterinária do Hospital Veterinário de Pequenos Animais da Faculdade da Terra de Brasília
  • Danilo Ferreira Rodrigues Doutorando do Programa de Pós-graduação em Ciência Animal da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (EVZ/UFG)
  • Sidney Castro Abreu Urologista do Centro Avançado de Vídeo-laparoscopia Urológica de Brasília
  • Naida Cristina Borges Professor adjunto III da Escola de Veterinária e Zootenia/UFG
  • Dirson Vieira Professor Adjunto IV da Escola de Veterinária e Zootecnia/UFG
  • José B. da Gama Filho Médico Veterinário do Centro Asa Sul de Brasília
  • Neusa Margarida Paulo Professor associado 1 da Escola de Veterinária e Zootecnia/UFG
Palavras-chave: Cystectomy, sutures, mechanical suture, urinary calculi

Resumo

Alterações urinárias são um importante achado nas ileocistoplastias, sobretudo os urólitos e a cristalúria, e em parte, estão relacionados ao tipo de material de sutura envolvido neste procedimento. O objetivo deste estudo foi verificar se existe diferença na formação de urólitos ou cristalóides urinários após ileocistoplastia em cães, realizadas por meio da sutura com grampos inabsorvíveis de titânio e sutura com poliglactina 910, observando o impacto destes na função renal, alterações na constituição urinária e a diferença de tempo cirúrgico. Foram utilizados 12 cães saudáveis distribuídos igualmente em dois grupos. Em cada animal foi selecionado um segmento de íleo terminal para ampliação vesical. No grupo A realizou-se a sutura do segmento ileal detubulizado na bexiga com fio de poliglactina 910 e no grupo B a sutura foi confeccionada com grampos de titânio. Observou-se a presença de cristais de estruvita em 11 animais e formação de grande quantidade de muco na urina em todos. Foi possível concluir que não houve diferenças significativas entre os grupos quanto à formação de cristais urinários e urólitos após o procedimento cirúrgico, o grupo A apresentou maior tempo cirúrgico e não houve evidências de alteração na função renal em ambos os grupos.

PALAVRAS-CHAVE: cálculos vesicais; cistectomia; síntese; sutura mecânica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
21-12-2011
Como Citar
Uchôa, G. S., Rodrigues, D. F., Abreu, S. C., Borges, N. C., Vieira, D., Gama Filho, J. B. da, & Paulo, N. M. (2011). SUTURAS COM POLIGLACTINA 910 E GRAMPOS DE TITÂNIO: ASPECTOS URINÁRIOS E UROLITOGÊNICOS NA ILEOCISTOPLASTIA EXPERIMENTAL EM CÃES. Ciência Animal Brasileira, 12(4), 733-741. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/13522
Seção
Medicina Veterinária