EFEITO DE DIFERENTES FONTES DE FÓSFORO NA Brachiaria Brizantha CV. MARANDU CULTIVADA EM DOIS TIPOS DE SOLOS

Giovana Alcantara Maciel, Sérgio Ely Gigante Valadão de Andrade Costa, ntonio Eduardo Furtini Neto, Mozart Martins Ferreira, Antonio Ricardo Evangelista

Resumo


O experimento foi realizado no Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras, MG, com o objetivo de avaliar o efeito da aplicação de diferentes fontes de fósforo, no momento da implantação do capim Marandu, no conteúdo de fósforo (P), no teor de nitrogênio (N) e na produção de massa seca da parte aérea da Braquiária. Cultivou-se a forragem por um período de 180 dias em vasos (3 dm3), tendo como substratos os solos Latossolo vermelho distroférrico (LVdf) e Neossolo quartzarenico
(NQ). Compararam-se as fontes de P: superfosfato triplo (ST - 46,1% P2O5 total), fosfato reativo de Arad (FR - 33,1% P2O5 total), fosfato natural de Araxá (FA - 22,71% P2O5 total) e uma mistura ST+FR (1:1 de P2O5 total). Forneceram-
se 200 e 350 mg/dm3 de P para o solo NQ e LVdf, respectivamente, com base no teor de P2O5 total das fontes. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, disposto
em esquema fatorial (2 solos x 4 fontes P), com quatro repetições. Com base na adubação nitrogenada de manutenção
realizada sempre após cada corte, encontraram-se elevados teores de nitrogênio (N) nas folhas de braquiária, os quais variaram de 1,32 à 2,6 g/kg, para LVdf, e 1,01 a 2,82 g/kg, para o NQ, sendo a variação de proteína bruta (PB) em porcentagem de 8,25 a 16,25% e 6,31 a 17,62%, para LVdf e NQ, respectivamente. A resposta da braquiária às fontes de P foi dependente do tipo de solo, dadas as suas características mineralógicas. A produção de matéria seca da parte aérea (MSPA) maior no NQ e o maior acúmulo de P ao final dos cortes foram observados na braquiária no LVdf. A utilização de fontes de P de maior solubilidade promoveu maior produção de MSPA. Os teores de N encontrados
na braquiária foram elevados quando se utilizaram fontes menos solúveis como o FA e o FR. O crescimento e as produções de massa seca foram limitados, pela falta de fósforo no estabelecimento da planta.
PALAVRAS-CHAVES: Adubação fosfatada, concentração, pastagem, proteína bruta, solubilidade.

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas