INCIDÊNCIA DE Boophilus microplus E AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS SANGÜÍNEOS EM BOVINOS MESTIÇOS (HOLANDÊS x ZEBU) ALIMENTADOS COM GIRASSOL

Geisa Fleury Orsine, Euclides Reuter de Oliveira, Lígia Miranda Ferreira Borges, Reginaldo Nassar Ferreira, Dirson Vieira, Rogério de Carvalho Ramos, Sérgio Luíz S. Rezende, Nívia Faria Silva, Ediane Batista da Silva

Resumo


Objetivou-se avaliar a ação do farelo ou das sementes
de girassol no controle de Boophilus microplus em novilhos
mestiços (holandês x zebu) infestados naturalmente. O experimento foi desenvolvido no Setor de Bovinocultura
do Departamento de Produção Animal da Escola de Veterinária (EV) da UFG. Foram utilizados dois lotes de animais, distribuídos inteiramente ao acaso num fatorial 2 x 10 com seis repetições, em piquetes de Brachiaria decumbens, onde foram suplementados. Após quatorze dias de experimento e a cada sete dias, durante dois meses, num curral de manejo, efetuaram-se a contagem das fêmeas de B. microplus > 4 mm, as coletas de sangue e as pesagens dos bovinos. Colheram-se fêmeas ingurgitadas de B. microplus para avaliação de parâmetros reprodutivos. Amostras de sangue foram processadas para determinação dos parâmetros sangüíneos: hematócrito, proteína plasmática total, fibrinogênio e leucócitos. Submeteram-se os resultados à analise de variância e compararam-se as médias pelo teste de Scott-Knott a 5%. Não houve diferenças entre os tratamentos quanto às contagens de carrapatos, percentagem de índice de conversão em ovos, eclodibilidade, hematócrito, proteína total, fibrinogênio e leucócitos. Os resultados não corroboraram as observações empíricas acerca da eficácia do girassol sobre o Boophilus microplus, em bovinos leiteiros mestiços.
PALAVRAS-CHAVES: Contagem de carrapatos, desempenho, parasitos, valores sangüíneos.

Texto completo:

PDF




Logotipo do IBICT
Visitantes: contador de visitas