COMPORTAMENTO DE BUBALINOS A PASTO FRENTE A DISPONIBILIDADE DE SOMBRA E ÁGUA PARA IMERSÃO

  • Denise de Souza Ablas FZEA-USP
  • Evaldo Antonio Lencioni Titto FZEA/USP
  • Alfredo Manuel Franco Pereira
  • Cristiane Gonçalves Titto
  • Thays Mayra da Cunha Leme

Resumo

Os búfalos são particularmente intolerantes à radiação solar direta. Durante os períodos quentes do dia, os animais tendem a procurar poças de água ou lama para se refrescarem e usualmente pastejam apenas nas horas de menor temperatura. O presente trabalho propõe estudar soluções de manejo possíveis ao bubalinocultor através de respostas comportamentais. O ensaio utilizou dez búfalas de 24 meses, observadas por três dias (das seis às dezoito horas) em cada sistema de manejo a pasto: com sombra natural e artificial (S); com sombra artificial e água para imersão (SA); com água para imersão (A), quanto à sua posição (sol, sombra, água), postura (em pé ou deitado) e atividade (pastando, ruminando etc.). Os animais passaram mais de 60% do tempo ao sol (S: 63,9%, SA: 64,5%, A:71,9%), mormente pastejando. Na sombra e na água os principais comportamentos foram ruminação e ócio. O uso da água foi notadamente preferencial (SA: 237,7 minutos, A: 205,1 minutos). Os resultados revelam a necessidade do uso de recursos de proteção contra a radiação solar para búfalos em dias quentes e que, quando disponível, a oferta de água para imersão deve ser priorizada. PALAVRAS-CHAVE: Bubalinos, conforto térmico, etologia, pastejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
04-07-2007
Como Citar
Ablas, D., Titto, E. A., Pereira, A. M., Titto, C., & Leme, T. M. (2007). COMPORTAMENTO DE BUBALINOS A PASTO FRENTE A DISPONIBILIDADE DE SOMBRA E ÁGUA PARA IMERSÃO. Ciência Animal Brasileira, 8(2), 167-176. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1339
Seção
Produção Animal