SINOPSE DA SITUAÇÃO ATUAL, PERSPECTIVAS E CONDIÇÕES DE CULTIVO PARA LAGOSTAS PALINURIDAE

  • Marco Antonio Igarashi Universidade Federal do Ceará

Resumo

A lagosta é um produto de exportação de grande importância para o Nordeste brasileiro. Há uma preocupação visível e constante com o decréscimo da produção lagosteira, razão pela qual se propõe o cultivo da lagosta. Não há cultivo comercial de lagostas no Brasil e, no mundo, poucos juvenis de lagostas são cultivados em escala comercial. Desde 1995, os pesquisadores brasileiros têm feito esforços para criar a lagosta Panulirus argus e P. laevicauda, de pueruli ou juvenis recentes até adulto. Contudo, as investigações envolvem a captura dos exemplares em seu hábitat, para o posterior cultivo em confinamento. Existempossibilidades de o Estado do Ceará cultivar juvenis de P. argus e de P. laevicauda que são encontrados em profusão, porém mais pesquisas são necessárias antes de se iniciar um projeto em escala comercial. A par disso, estratégias para a criação da lagosta são relatadas detalhadamente neste artigo, objetivando contribuir para o êxito dessa atividade. Além disso, demonstra-se que os juvenis podem ser cultivados sob regime de confinamento, por se adaptarem bem às condições artificiais de alimentação. Dadas tais características, a lagosta é um crustáceo que se apresenta apropriado para o cultivo comercial. PALAVRAS-CHAVE: Cultivo, lagosta, manejo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
04-07-2007
Como Citar
Igarashi, M. A. (2007). SINOPSE DA SITUAÇÃO ATUAL, PERSPECTIVAS E CONDIÇÕES DE CULTIVO PARA LAGOSTAS PALINURIDAE. Ciência Animal Brasileira, 8(2), 155-166. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1338
Seção
Produção Animal