FREQÜÊNCIA DE CÃES INFECTADOS POR Babesia spp. EM CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ

  • Farlen Jose Bebber Miranda Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Antonio Peixoto Albernaz UENF
  • Orlando Augusto Melo JR UENF
  • Josias Alves Machado UENF
Palavras-chave: Parasitologia, Saúde pública

Resumo

A babesiose canina é transmitida pelo carrapato Rhipicephalus sanguineus e causada por protozoários intra-eritrocitários do gênero Babesia, sendo a B. canis e a B. gibsoni os agentes etiológicos. Comumente há quadros de anemia hemolítica, febre e letargia, anorexia, hematúria e esplenomegalia, com a patogenia relacionada principalmente à multiplicação destes parasitos nas hemácias dos hospedeiros. Tendo em vista a pesquisa de hemoparasitos, no presente trabalho foram realizados exames microscópicos de 2.031 esfregaços sangüíneos delgados, preparados com sangue capilar colhido por perfuração da orelha. Baseou-se o diagnóstico na pesquisa direta, visualizando-se os agentes etiológicos. Trinta cães (1,47%) foram considerados infectados por Babesia spp., confirmando, assim, a presença destes parasitos na cidade de Campos dos Goytacazes, onde o clima é favorável ao desenvolvimento do vetor natural
PALAVRAS-CHAVES: Babesia spp., cão, hemoparasito, ocorrência

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Farlen Jose Bebber Miranda, Universidade Estadual do Norte Fluminense
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Av. Alberto Lamêgo, 2000, CEP 28013-600. Sala 10 – Anexo do CCTA, Campos dos Goytacazes, RJ.
Antonio Peixoto Albernaz, UENF
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Av. Alberto Lamêgo, 2000, CEP 28013-600. Sala 10 – Anexo do CCTA, Campos dos Goytacazes, RJ.
Orlando Augusto Melo JR, UENF
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Av. Alberto Lamêgo, 2000, CEP 28013-600. Sala 10 – Anexo do CCTA, Campos dos Goytacazes, RJ.
Josias Alves Machado, UENF
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Av. Alberto Lamêgo, 2000, CEP 28013-600. Sala 10 – Anexo do CCTA, Campos dos Goytacazes, RJ.
Publicado
04-04-2008
Como Citar
Miranda, F., Albernaz, A., Melo JR, O., & Machado, J. (2008). FREQÜÊNCIA DE CÃES INFECTADOS POR Babesia spp. EM CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ. Ciência Animal Brasileira, 9(1), 238-241. Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/1030
Seção
Medicina Veterinária