IMPACTOS AMBIENTAIS EM NASCENTE URBANA: ESTUDO DE UM TRECHO DO CÓRREGO CATINGUEIRO EM ANÁPOLIS/GO

  • ADRIANA SOUSA NASCIMENTO ÁVILA Pós-Graduanda do Curso de Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana / UEG - Universidade Estadual de Goiás, Campus Henrique Santillo (Anápolis / GO)
  • LEONARDO BOTOSSO FERNANDES Pós-Graduando do Curso de Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana / UEG - Universidade Estadual de Goiás, Campus Henrique Santillo (Anápolis / GO)
  • VANDERVILSON ALVES CARNEIRO UEG - Universidade Estadual de Goiás
Palavras-chave: Impactos Ambientais. Nascentes. Meio Urbano.

Resumo

Com o aumento da população urbana no Brasil verifica-se um crescimento nas demandas hídricas, repercutindo na degradação dos mananciais. No caso específico de Anápolis, o crescimento desordenado do sitio urbano evidenciou a problemática da ocupação irregular em áreas de nascentes. Esse é o caso do córrego Catingueiro, que está localizado na região oeste da cidade. A expansão da cidade nas cabeceiras deste córrego afetou diretamente a qualidade hídrica desse manancial, sendo as consequências ainda mais preocupantes, pois o mesmo é um dos principais afluentes da bacia do Ribeirão João Leite que é o manancial responsável pelo abastecimento público da Região Metropolitana de Goiânia. Buscou-se com essa pesquisa avaliar as condições ambientais de um trecho na sub-bacia do córrego Catingueiro a fim de identificar os impactos ambientais negativos e sua relação com a expansão urbana, bem como, verificar as mudanças ocorridas ao longo desses anos através da comparação com os estudos prévios. Os procedimentos para o desenvolvimento desse estudo foram vistorias in loco, no trecho do córrego Catingueiro, a fim de verificar a situação atual das nascentes, evidenciar os principais impactos ambientais, realizar o registro fotográfico e entrevista informal com os moradores do local.  Também foi necessário levantamento bibliográfico em livros e artigos científicos, para estabelecer as definições e conceitos relacionados ao trabalho e apresentar as discussões pertinentes ao tema proposto. Verificou-se que a área de estudo continua bastante degradada e que os impactos socioambientais, como nascentes aterradas, sulcos e ravinas, ausência de mata ciliar entre outros, ainda estão presentes na atualidade, no entanto, em alguns locais houve revitalização da mata ciliar bem como constatou-se uma maior exigência dos órgãos públicos em renovar licenças ambientais para as indústrias de extração de argila na APA (Área de Proteção Ambiental) do Ribeirão João Leite.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ADRIANA SOUSA NASCIMENTO ÁVILA, Pós-Graduanda do Curso de Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana / UEG - Universidade Estadual de Goiás, Campus Henrique Santillo (Anápolis / GO)

Pós-Graduanda do Curso de Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana / UEG - Universidade Estadual de Goiás, Campus Henrique Santillo (Anápolis / GO)

LEONARDO BOTOSSO FERNANDES, Pós-Graduando do Curso de Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana / UEG - Universidade Estadual de Goiás, Campus Henrique Santillo (Anápolis / GO)

Pós-Graduando do Curso de Engenharias, Tecnologias e Sustentabilidade Urbana / UEG - Universidade Estadual de Goiás, Campus Henrique Santillo (Anápolis / GO)

VANDERVILSON ALVES CARNEIRO, UEG - Universidade Estadual de Goiás

doutor em Geografia (UFG-IESA) e docente da UEG-CCET (Anápolis, GO)

Publicado
14-10-2018
Como Citar
ÁVILA, A., FERNANDES, L., & CARNEIRO, V. (2018). IMPACTOS AMBIENTAIS EM NASCENTE URBANA: ESTUDO DE UM TRECHO DO CÓRREGO CATINGUEIRO EM ANÁPOLIS/GO. Revista Terceiro Incluído, 8(1), 27-39. https://doi.org/10.5216/teri.v8i1.51100
Edição
Seção
ARTIGOS