Formação humana em tempos de pandemia: os docentes, sua vida e trabalho

Autores

  • Amone Inacia Alves Universidade Federal de Goiás
  • Geralda da Cunha Teixeira Feraz Universidade Federal de Goiás
  • Thaise Cristiane de Abreu Prudente Universidad Americana

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v31i1.66968

Resumo

Este artigo pretende discorrer sobre como pensar a formação humana, a partir do relato de educadores, em um momento em que as relações humanas foram abaladas pela pandemia do Coronavírus, cuja letalidade e grau de contaminação atingiram de forma comunitária sobre a população mundial. Queremos analisar os impactos, em termos de educação, desses processos advindos da interatividade, da restrição das relações sociais presenciais e da expansão de práticas não comuns na civilidade moderna, que são as atividades remotas. Para fins deste texto, convém inquirir: como pensar o mundo a partir de novas interações? Como pensar a formação humana em meio ao trabalho remoto? Para tanto, utilizaremos para a escrita deste artigo uma análise a partir de categorias, como vida, trabalho e educação, apresentadas nas falas das autoras, que se propuseram a avaliar suas práticas nesse momento. Pretendemos com isso, contribuir para o debate sobre o tema, alargando as discussões já feitas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-12-2020

Como Citar

Alves, A. I. ., da Cunha Teixeira Feraz, G. ., & de Abreu Prudente, T. C. . (2020). Formação humana em tempos de pandemia: os docentes, sua vida e trabalho. Revista Polyphonía, 31(1), 385–406. https://doi.org/10.5216/rp.v31i1.66968