As tecnologias digitais da informação e comunicação como polinizadoras dos projetos criativos ecoformadores na perspectiva da educação ambiental

Autores

  • Madalena Pereira da Silva Universidade do Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP
  • Paula Alves de Aguiar Instituto Federal de Santa Catarina
  • Ramon Garrote Jurado University of Borås - UB

DOI:

https://doi.org/10.5216/rp.v31i1.66957

Resumo

Com o propósito de contribuir com uma sociedade includente, democrática e atenta às demandas formativas do coletivo que compõe o espaço escolar, este estudo apresenta as aproximações entre as escolas criativas e cidadãs. O texto descreve que ambas as escolas, com características convergentes e divergentes, complementam-se e contribuem para a educação planetária. Como contribuições, apresentam-se os princípios norteadores da Rede Internacional de Escolas Criativas – RIEC e o relato de experiência do Instituto Federal de Santa Catarina – Campus São José - IFSC/SJ, de práticas pedagógicas ecoformadoras que foram historicizadas a partir de Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação – TDIC. Na experiência analisada, o jogo didático digital constituiu-se como um instrumento polinizador de Projetos Criativos Ecoformadores (PCE) e contribuiu para que as ações de educação ambiental, desenvolvidas no Campus, não ficassem esquecidas, mas fossem ressignificadas pelos novos sujeitos que passaram a ter a oportunidade de conhecê-las.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-12-2020

Como Citar

Pereira da Silva, M. ., Alves de Aguiar, P. ., & Garrote Jurado, R. . (2020). As tecnologias digitais da informação e comunicação como polinizadoras dos projetos criativos ecoformadores na perspectiva da educação ambiental . Revista Polyphonía, 31(1), 182–204. https://doi.org/10.5216/rp.v31i1.66957

Edição

Seção

Dossiê Escola, Complexidade e Justiça Social