Ensino, escola e novas tecnologias: pensamento humano e questões políticas emergentes na era da informática

  • Francisco José Porfírio Neto

Resumo

Desde o seu nascimento, a humanidade lida com novas descobertas e invenções que, sendo técnicas, tecnológicas e inovadoras, espantam o homem quando são lançadas. Tal espanto não tem, necessariamente, um significado negativo, antes, é o que impulsiona o pensamento filosófico. Uma questão que deve ser considerada diz respeito à maneira pela qual a tecnologia é e pode ser usada, ou seja, diz respeito a sua atualidade e a sua potência. É inegável que as novas tecnologias da informação e comunicação nos trouxeram novas configurações espaço-temporais, novos meios de comunicação, de locomoção e até novas extensões do corpo humano, ampliando a capacidade deste. Ao passo que sua utilização impensada, aliada ao mercado e governos, pode causar efeitos colaterais incidentes nos cidadãos, tais como a vigilância. Tais questões políticas são de extrema importância para se compreender a problemática proposta neste texto, que parte de questões filosóficas, epistemológicas e políticas para chegar ao cenário que abriga a escola e o ensino em meio às novas tecnologias da informação e comunicação e a anunciação de uma crise da modernidade que afeta a educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco José Porfírio Neto
Licenciado em Filosofia pela UFG; mestrando em Filosofia pela UFG.
Publicado
30-08-2019
Como Citar
Porfírio Neto, F. J. (2019). Ensino, escola e novas tecnologias: pensamento humano e questões políticas emergentes na era da informática. Revista Polyphonía, 30(1), 158-170. https://doi.org/10.5216/rp.v30i1.60200