Educação patrimonial como experiência interdisciplinar: patrimônio e memória na Cidade de Goiás

  • Andréa Ferreira Delgado
  • Ilse Leone Borges Chaves de Oliveira UFG

Resumo

A partir das propostas de ensino das Subáreas de História e Português do Cepae, desenvolvemos uma experiência de educação patrimonial com alunos do oitavo ano em 2006. Por meio da apresentação de uma série de textos e atividades que elaboramos para abordar o patrimônio material e imaterial da cidade de Goiás, gostaríamos de discutir alguns eixos teóricos que consideramos fundamentais para a educação patrimonial: a abordagem interdisciplinar, a problematização do conceito de patrimônio, a historicização da intervenção do IPHAN no processo de construção do patrimônio nacional, o debate acerca das inter-relações do campo do patrimônio com o turismo e a incorporação da experiência social dos alunos. A memória foi o conceito privilegiado, seja aquela instituída pelo conjunto dos bens tombados, seja a delineada pela escrita de Cora Coralina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Ferreira Delgado
Técnica em Assuntos Educacionais do Setor de Apoio à Ação Pedagógica do Cepae/UFG
Publicado
06-04-2009
Como Citar
Delgado, A. F., & de Oliveira, I. L. B. C. (2009). Educação patrimonial como experiência interdisciplinar: patrimônio e memória na Cidade de Goiás. Revista Polyphonía, 19(2), 135-150. https://doi.org/10.5216/rp.v19i2.5902
Seção
Artigos