Educação para paz: um caminhar no pensamento complexo através de cinco pedagogias integradas e complementares

  • Nei Alberto Salles Filho Universidade Estadual de Ponta Grossa/Paraná (UEPG)

Resumo

Este artigo apresenta os elementos centrais da tese intitulada “Cultura de Paz e Educação para a Paz: olhares a partir da Teoria da Complexidade de Edgar Morin”, defendida no Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado e Doutorado, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Paraná. A tese, de caráter teórico-reflexivo, que tem como objeto de estudo a Educação para a Paz à luz do pensamento complexo, propõe que os processos relacionados às violências e convivências escolares, ganham maior sentido se pensados na integração entre cinco dimensões fundamentais, de)nidas como as “cinco pedagogias da paz”: Pedagogia dos Valores Humanos, Pedagogia dos Direitos Humanos, Pedagogia da Conflitologia, Pedagogia da Ecoformação e Pedagogia das Vivências/Convivências. No decorrer do artigo, argumentamos sobre tais relações. Com a tese em questão, pretende-se avançar na construção da Educação para a Paz como campo de conhecimento e pesquisa no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nei Alberto Salles Filho, Universidade Estadual de Ponta Grossa/Paraná (UEPG)
Docente da Universidade Estadual de Ponta Grossa/Paraná (UEPG). Coordenador do Núcleo de Estudos e Formação de Professores em Educação para a Paz e Convivências NEP/UEPG. Doutor em Educação.
Publicado
15-07-2016
Como Citar
Salles Filho, N. A. (2016). Educação para paz: um caminhar no pensamento complexo através de cinco pedagogias integradas e complementares. Revista Polyphonía, 27(1), 137-153. https://doi.org/10.5216/rp.v27i1.42291
Seção
Dossiê Escolas Criativas